Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( )

América-MG carimba a faixa do Ceará com vitória no Independência

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O América-MG começou a campanha da Série B com o pé direito dentro do Independência. O Coelho colocou água no chope do Ceará, que no meio de semana comemorou o título cearense, vencendo por 3 a 0. O triunfo deverá servir como inspiração para os americanos, que em 2013 tiveram o pior desempenho como mandante no Brasileiro.

Jogando um futebol convincente, o América-MG mostrou mais disposição desde o início da partida, mas os gols só saíram no fim do primeiro tempo. A abertura do placar saiu da cabeça do lateral Elsinho, que trocou posição com Obina, responsável por acertar um cruzamento na medida. Andrei Girotto ampliou, desviando escanteio pela esquerda. Na etapa final, brilhou a estrela de Obina, que mostrou o faro de gol e fechou o placar.

Na sequência da Série B do Campeonato Brasileiro, o América-MG terá pela frente um confronto mineiro, encarando o Boa Esporte, no estádio Melão em Varginha. Já o Ceará voltará a atuar em casa, recebendo os pernambucanos do Náutico.

O jogo – A torcida do América-MG ainda se acomodava nas cadeiras do Independência, quando Obina arrancou pela direita e conseguiu boa finalização, a zaga cearense salvou, e no rebote Elsinho mandou a bomba sobre o travessão. Tudo isso com um minuto de jogo, servindo como cartão de visitas para Vozão.

Bastante animado, o Coelho exerceu muito pressão no campeão cearense, explorando principalmente as jogadas pela faixa direita de ataque. Com maior posse de bola, os americanos controlaram bem o jogo, situação que irritou o técnico Sérgio Soares, que queria que os visitantes adiantassem a marcação. O pedido do treinador do Vozão só foi atendido aos 15, quando Nikão conseguiu acertar o primeiro chute contra a meta de Matheus.

Após os 20 minutos iniciais, a partida passou a apresentar um cenário com o América-MG atacando mais contra um Ceará procurando explorar os contra-ataques com mais eficiência. Os arremates de média e longa distância foram usados em excesso pelo Coelho, quase sempre em tiros sem direção, provando que os cearenses acertaram a marcação, dificultando as ações americanas.

Em um dos poucos espaços que os donos da casa encontraram, Ricardinho conseguiu chegar à linha de fundo e cruzar para o desvio de Obina, com a bola passando muito perto da trave esquerda do goleiro Luís Carlos. O América-MG voltou a levar perigo aos 31, aproveitando erro de Luís Carlos, que largou bola nos pés de Ricardinho, que devolveu erro desperdiçando ótima chance com um chute sem direção.

Perseguindo o gol desde o começo, o Coelho finalmente balançou as redes aos 40, em ótima trama ofensiva, que envolveu a zaga do Ceará. Obina apareceu como lateral e cruzou na medida para o ala direito Elsinho, que estava na posição de centroavante, e de cabeça, abriu o placar no Horto. Aos 46, foi a vez de Andrei Girotto usar a cabeça para desviar cobrança de escanteio dilatando o marcador ainda no primeiro tempo.

Na volta para a etapa final, o Vozão voltou mais disposto para atacar, adiantando as linhas de marcadores e conseguindo um número maior de finalizações em gol. Com boa vantagem, o Coelho diminuiu o ritmo dos primeiros 45 minutos, procurando cadenciar o confronto e usando a velocidade em momentos estratégicos.

A tática do América-MG foi mais eficiente, prova disso, é que aos 15, Ricardinho fez boa jogada pela esquerda e deu assistência para avante Obina, que bateu colocado, da entrada da área, a bola acertou a trave e voltou em cima do goleiro Jailson, que entrou no segundo tempo, e a bola morreu no fundo das redes. O terceiro gol deu ainda mais tranquilidade para o Coelho jogar com desenvoltura.

A festa do título cearense parece ter sido boa, porque os jogadores do Vozão se mostraram totalmente entregues, e até desinteressados em alguns momentos após o América-MG abrir três gols de vantagem. Mesmo com o jogo resolvido, os donos da casa estiveram mais perto do quarto do gol que o Ceará de diminuir a contagem.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade