Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Amistoso entre Brasil e Sérvia terá homenagem a campeões mundiais

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

Campeões mundiais pela Seleção Brasileira receberão uma homenagem poucos dias antes do início da Copa do Mundo. A previsão é de que ex-jogadores históricos do País entrem em campo no Morumbi antes do amistoso contra a Sérvia, em 6 de junho.

“Ainda faltam dois ou três para serem definidos”, explicou Marcelo Neves, filho de Gilmar dos Santos Neves e presidente da Associação dos Campeões Mundiais de Futebol do Brasil. “Estamos vendo quem pode vir, porque alguns têm problemas de saúde e outros moram fora”, acrescentou.

O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira, durante a cerimônia que sacramentou uma parceria entre a associação e uma rede de cartões de créditos. A ideia é que 11 campeões sejam escolhidos para a homenagem no Morumbi, representando os cinco títulos do Brasil.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Campeões mundiais marcaram presença em evento no estádio do Morumbi, nesta quarta-feira
O amistoso na casa são-paulina será realizado apenas seis dias antes da abertura da Copa do Mundo, que está agendada para a Arena Corinthians, entre Brasil e Croácia. Assim, no jogo contra a Sérvia, Luiz Felipe Scolari deve exibir a Seleção considerada titular, já que estará em meio à preparação com o elenco.

No evento desta quarta-feira, realizado em um dos camarotes do estádio do Morumbi, representantes de cada título brasileiro marcaram presença: Zito (vencedor em 1958 e 1962), Amarildo (1962), Clodoaldo (1970), Mauro Silva (1994) e Marcos (2002).

Durante a cerimônia, Amarildo estendeu um pouco sua participação, falando sobre a felicidade de ser um campeão mundial, e ouviu um pedido educado da organização para que abreviasse sua fala, que só terminou efetivamente com as palmas dos presentes. No início do ano, o ex-jogador também quebrou o protocolo ao participar da Bola de Ouro da Fifa com uma fala prolongada.

Houve ainda elogios entre os campeões. “Cresci admirando Zito, Amarildo, Clodoaldo... O Marcos é quase da minha idade (risos). Se o Brasil tem a possibilidade de ser hexacampeão mundial é porque alguém foi campeão em 58, 62, 70... São valores do esporte, do trabalho em equipe e da disciplina”, afirmou o tetracampeão Mauro Silva.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade