Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Antes de operar, uruguaio são-paulino treina sem proteção no nariz

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Mesmo com o nariz quebrado, Álvaro Pereira foi a campo na manhã desta sexta-feira, no CT da Barra Funda, sem qualquer proteção no rosto. O departamento médico até sugeriu uma máscara, mas o lateral uruguaio preferiu bater bola sem ela. Ele avisou que só a usará após passar por cirurgia.

Deixado no banco de reservas, o protetor facial se tornou objeto de brincadeira dos reservas do elenco. O atacante Pabon foi quem mais se divertiu, porém outros jogadores, como o lateral direito Luis Ricardo e o zagueiro Paulo Miranda, que também viam os titulares se exercitando sob orientação da preparação física, igualmente usaram a máscara na base da gozação antes de seguirem para o campo society.

Álvaro Pereira fraturou o nariz ao levar uma pancada durante o duelo de quarta-feira, contra o CSA, no Morumbi. Ele foi atendido e ficou fora de campo por alguns minutos até que o sangue estancasse, porém precisou ser levado ao hospital logo após o apito final. Na manhã seguinte, passou por novos exames, os quais confirmaram a necessidade de intervenção cirúrgica no local.

SPFC - Site Oficial
Uruguaio tinha máscara de proteção à disposição, mas vai usá-la somente depois de passar por cirurgia
Nesta sexta-feira, no primeiro treino em campo, a comissão técnica pediu que ele utilizasse a proteção no rosto, mas, como a atividade com bola se limitava a toques rasteiros e não exigia contato físico, optou por ficar sem. "Vou usar somente depois da operação", disse rapidamente à imprensa.

Até mesmo a operação chegou a ser questionada pelo uruguaio, que já machucou o nariz no passado e comunicou que talvez fosse melhor não passar por cirurgia, desde que isso não prejudicasse sua respiração. A decisão final do departamento médico, porém, foi de que ele será, sim, submetido ao procedimento para correção do local fraturado, em data ainda não definida.

Isso, no entanto, não deve impedi-lo de atuar em 20 de abril, quando o São Paulo estreia no Campeonato Brasileiro, diante do Botafogo, no Morumbi. Caso contrário, a única e imediata opção é Reinaldo, já que o argentino Clemente Rodríguez foi encostado e tem treinado separadamente.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade