Futebol/Liga dos Campeões - ( - Atualizado )

Em vantagem, Atlético de Madri recebe o Barcelona para voltar à semi

Madri (Espanha)

Líder do Campeonato Espanhol, competição que não conquista há quase duas décadas, o Atlético de Madri também tem a oportunidade de fazer história na Liga dos Campeões, competição que nunca conquistou. Nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília), a equipe da capital recebe o Barcelona, no estádio Vicente Calderón, pelo jogo de volta das quartas de final da Champions.

Para voltar à semifinal da principal competição europeia, o que não acontece desde a temporada 1973-74, o time comandado por Diego Simeone precisa garantir o empate sem gols ou vencer. Por sua vez, o Barcelona, que tenta sua quinta conquista, terá de vencer ou empatar por um resultado a partir de 2 a 2.

“Cada um tem suas armas. Eles buscarão a qualidade, a posse de bola, e nós, os espaços, os contra-ataques. É uma das melhores partidas a que se pode assistir na Liga dos Campeões”, disse Simeone.

Para garantir a classificação à próxima fase, o Atlético terá o retorno de Raúl García – que volta de suspensão -, mas não deverá contar com um de seus principais jogadores. Ainda sentindo a lesão muscular na coxa direita que o tirou do jogo de ida aos 30 minutos do primeiro tempo, o atacante Diego Costa é dúvida. Caso não tenha condições, o hispano-brasileiro dará lugar a Adrián.

AFP
Apesar de jogar em casa, Simeone admitiu que o Atlético de Madri atuará de forma defensiva
“A equipe precisa de um jogador que esteja, no mínimo, com 90 % (de condições físicas). Um jogador que com 50% não serve, chame-se Miranda, Godín ou Diego Costa. Adrián está bem, ajudou-nos muito no primeiro jogo, e estou seguro de que amanhã (quarta-feira) fará um gol”, afirmou Simeone.

O Barcelona, por sua vez, não terá o zagueiro Piqué – que lesionou o quadril após dividida no alto com Diego Costa, no primeiro jogo – para buscar a vaga. No gol, seguirá o reserva José Pinto, substituto imediato de Valdés, que, com uma grave lesão no joelho direito, não jogará mais nesta temporada.

“Eles têm uma pequena vantagem, mas restam 90 minutos. Assim como eles marcaram no Camp Nou, podemos marcar aqui (em Madri). Será um jogo difícil. Teremos que ser muito valentes e muito Barça, mais do que nunca. Não podemos pensar que se perdermos será um fracos, porque esse é o primeiro sintoma de um perdedor”, disse o volante Cesc Fabregas.

A possibilidade de estender a definição da decisão à prorrogação – o que acontecerá caso a partida termine 1 a 1 – não agrada o técnico do Barcelona, Gerardo Martino. “Precisamos jogar melhor e ganhar a partida. Situações de conformismo como a prorrogação ou os pênaltis são produtos de algo que não saiu bem”.

AFP
Destaque do primeiro jogo, Neymar espera voltar a marcar para ajudar o Barcelona a se classificar
FICHA TÉCNICA 
ATLÉTICO DE MADRI X BARCELONA

Local: Estádio Vicente Calderón, em Madri (Espanha)
Data: 9 de abril de 2014, quarta-feira
Horário: 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Howard Webb (Inglaterra)
Assistentes: Michael Mullarkey e Darren Cann (ambos da Inglaterra)

ATLÉTICO DE MADRI: Courtois; Juanfran, Miranda, Godín e Filipe Luiz; Tiago, Suárez, Raul García, Adrián (Diego Costa) e Koke: David Villa
Técnico: Diego Simeone

BARCELONA: Pinto; Daniel Alves, Mascherano, Bartra e Jordi Alba; Xavi, Busquets e Iniesta; Messi, Alexis Sánchez e Neymar
Técnico: Gerardo Martino

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade