Futebol/Bastidores - ( )

Avalista promete boa recepção, mas sem debater dívida com Palmeiras

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O presidente do Criciúma, Antenor Angeloni, está em briga judicial com o Palmeiras por conta do valor da contratação de Wesley pela equipe paulista. Neste fim de semana, o Verdão enfrentará justamente a equipe catarinense na abertura do Brasileirão, mas o dirigente adversário não prevê um debate sobre o assunto no dia da partida.

“Não vou procurá-los para conversar (neste fim de semana), não tem clima. Eles não ligaram para a gente na hora certa, não procuraram uma aproximação”, afirmou o dirigente.

Angeloni foi fiador do Palmeiras na contratação de Wesley e cobra do Verdão R$ 20 milhões na Justiça. O avalista já obteve vitórias nos tribunais, e a emissora que detém os direitos de transmissão deposita em juízo o valor referente ao Palmeiras. Apesar de não prever negociação neste fim de semana, o dirigente garante boa recepção ao adversário.

Fernando Dantas/Gazeta Press
A equipe presidida por Paulo Nobre enfrentará o time que tem Antenor Angeloni como mandatário, o Criciúma
“Não tem nada a ver. Todo muito vai ser bem tratado. Vamos jogar contra um dos melhores times do Brasil”, acrescentou, para completar. “Só quero meu dinheiro e mais nada. Não quero confusão”.

O Palmeiras ainda tenta entrar em acordo com Angeloni, mas a ação segue na Justiça. Os advogados do presidente se mantêm em contato com representantes do time paulista.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade