Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

"Boa ideia" para Aidar, Prass diz que quer se aposentar no Palmeiras

William Correia São Paulo (SP)

Durante sua entrevista coletiva, o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar considerou uma “boa ideia” contratar Fernando Prass como substituto de Rogério Ceni, que encerrará carreira em dezembro. Mas o atual goleiro do Palmeiras, que fará 36 anos em julho, avisa que seu desejo é se aposentar pelo Verdão.

“As coisas não dependem só de uma parte, mas não tenho vontade de sair do Palmeiras. Tenho contrato até o fim do ano que vem e em hipótese nenhuma vou descumpri-lo”, disse o capitão do time de Gilson Kleina, considerando que a aparição de seu nome faz parte da guerra verbal entre os presidentes de Palmeiras e São Paulo.

“Isso faz mais parte da discussão de agora, dessa batalha entre os dois clubes pela contratação do Alan Kardec. Eu não levaria a sério até porque sou jogador do Palmeiras e, com toda a sinceridade do mundo, não me vejo e não tenho a pretensão de jogar em outro clube pelos planos que tenho na minha carreira. A princípio, pela minha vontade, seria muito difícil sair do Palmeiras”, reiterou.

Bastante tranquilo, o veterano não quis nem se estender adotando o discurso de que é um orgulho ser elogiado por um adversário. “Sinceramente, para mim, o que interessa é meu clube, minha torcida. Estou no futebol há tanto tempo e já fui falado por muitos outros clubes, é natural. Mas meu interesse é pelo que acontece na minha casa.”

Os planos do goleiro, contudo, são de permanecer jogando por, ao menos, mais quatro anos, e, para se aposentar no seu atual clube, teria que renovar seu contrato. Mas um dos principais destaques do Palmeiras no centenário prefere continuar com foco dentro de campo em vez de pensar em qualquer negociação.

“Pelo meu desempenho em campo e pelo que apresentou em testes físicos, sinto prazer de jogar e que atuar por muito mais tempo. Não sei até quando, mas não antes dos 40 anos, até porque vejo goleiros ultrapassando essa idade”, afirmou o camisa 25 do Verdão.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Capitão e destaque no ano do centenário, Prass se diz feliz no Palmeiras e tem contrato até dezembro de 2015

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade