Futebol/Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

Botafogo ‘aceita’ derrota e culpa resultado anterior por eliminação

Buenos Aires (Argentina)

O Botafogo tinha a missão de segurar o empate diante do San Lorenzo nesta quarta-feira, em Buenos Aires, para avançar às oitavas de final da Libertadores. O Glorioso, no entanto, não chegou perto de fazer isso. Com facilidade, o time argentino venceu por 3 a 0 e garantiu a classificação. Na saída de campo, porém, os jogadores brasileiros pareceram aceitar o resultado no Nuevo Gasometro, alegando que o resultado na rodada anterior seria o culpado pela eliminação.

Antes de ser derrotado pelo San Lorenzo, o Botafogo recebeu a Unión Española, no Maracanã, em situação ainda confortável no grupo. O time de General Severiano estaria classificado em caso de vitória, mas acabou sendo surpreendido pelos chilenos, que triunfaram por 1 a 0.

“A gente sabia que enfrentar o San Lorenzo aqui (Buenos Aires). na última partida, precisando de um resultado positivo é complicado. A gente sabe que pecou no resultado em casa”, disse Bolívar, um dos mais experientes do grupo, que teve até dificuldade para explicar o resultado.

“Quando tivemos mais a bola pra jogar, tomamos o gol e isso acabou nos prejudicando. Sabíamos que a equipe viria para cima e infelizmente o resultado não veio. É complicado ficar fora de uma competição como essa, mas agora é fazer nosso trabalho”, completou o defensor botafoguense.

Entre as principais contratações do Botafogo para a temporada, Jorge Wagner também falou sobre a eliminação e seguiu o discurso de Bolívar. Para o meia, que tem bastante experiência em competições internacionais, a derrota para o Unión Española foi a responsável pela eliminação do time brasileiro.

“A gente deixou escapar um grande resultado dentro de casa e sabíamos que seria difícil. Que sofreríamos uma pressão muito grande e foi o que aconteceu. Eu sei que é difícil encarar uma eliminação na primeira fase, mas temos que levantar a cabeça”, analisou Jorge Wagner, chateado após a queda do Botafogo, que voltava a Libertadores depois de 18 anos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade