Futebol/Campeonato Carioca - ( )

Com “resultado ótimo” para o Fla, Jayme vê jogo com pouco futebol

Rio de Janeiro (RJ)

Com a vantagem de jogar por dois empates na decisão do Campeonato Carioca, o Flamengo começou a partida contra o Vasco jogando muito mal e viu o adversário inaugurar o marcador. Desta forma, a equipe de Jayme de Almeida foi obrigada a mudar totalmente sua postura na volta do intervalo, buscando assim a igualdade em 1 a 1 no marcador. Ao avaliar o resultado, o comandante rubro-negro não teve dúvidas.

“O resultado foi ótimo. O Flamengo foi muito abaixo no primeiro tempo, pela postura de decisão. Flamengo e Vasco é sempre jogo pegado, difícil. O Vasco entrou para decidir e o Flamengo devagar. No segundo tempo, empatamos o jogo, teve expulsão, tivemos um a mais, mas o Vasco se defendeu bem e dificultou. O empate não é ruim, não podíamos sair desesperadamente. Não foi um jogo bonito. Foi com muitas faltas. Toda hora a partida parava. O jogo passou e se jogou muito pouco futebol”, avaliou o treinador.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Ao avaliar o resultado, o comandante rubro-negro não teve dúvidas ao dizer que foi ótimo para o Flamengo
Jayme de Almeida, aliás, foi apontado pelos jogadores do Flamengo como o maior responsável por essa mudança de postura da equipe na volta para o segundo tempo. Autor do golaço de empate, o atacante Paulinho afirmou que o comandante adotou um discurso motivador nos vestiários, lembrando outras partidas em que a equipe se destacou pela determinação mostrada dentro de campo.

A partida contra o Emelec, por exemplo, na última quarta-feira, quando o Flamengo venceu por 1 a 0, com um gol nos acréscimos do segundo tempo, foi o ponto chave usado por Jayme de Almeida. Se antes do intervalo sua equipe não jogava uma decisão, o treinador pôde ver uma mudança drástica na volta do intervalo, quando os rubro-negros empataram e tiveram a oportunidade de virar.

“O Flamengo do primeiro tempo não estava jogando uma decisão. Flamengo e Vasco é guerra no bom sentindo, tem que ter luta. Fiz uma cobrança dura no sentido de sermos o Flamengo que jogou com o Emelec. Acho que entenderam e melhoraram a postura”, completou Jayme de Almeida, que espera ver este mesmo espírito do segundo tempo na partida decisiva do Campeonato Carioca.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade