Futebol/Liga dos Campeões - ( - Atualizado )

Contra-ataque funciona, e Real derrota o Bayern com gol de Benzema

Madri (Espanha)

O Real Madrid garantiu vantagem mínima no jogo de ida de uma das semifinais da Liga dos Campeões, disputada nesta quarta-feira, no estádio Santiago Bernabéu. Com um gol de Benzema, ainda no primeiro tempo, os merengues derrotaram o Bayern de Munique por 1 a 0.

O resultado manteve os 100% de aproveitamento do Real jogando em casa nesta edição da competição europeia. Por outro lado, o Bayern não perdia fora de seus domínios havia dez jogos e Pep Guardiola nunca havia sido derrotado no Bernabéu como treinador.

A partida desta tarde marcou o retorno de Cristiano Ronaldo ao time do Real Madrid. O jogador, que não atuava desde o primeiro jogo das quartas de final contra o Borussia Dortmund, participou diretamente do primeiro gol e finalizou para o gol ao menos três vezes.

Real e Bayern voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, às 15h45 (de Brasília), na Allianz Arena. Qualquer empate garante os merengues na decisão da Liga dos Campeões, que será disputada em Lisboa. Para se classificar, os alemães terão de vencer por dois gols de diferença. Vitória simples do Bayern levará a partida para a prorrogação.

AFP
Karim Benzema comemora o gol que garantiu a vitória do Real, seu quinto nesta edição da Champions
O jogo – Soberano nas ações e na posse de bola, o Bayern de Munique assustou pela primeira vez aos 13 minutos. Dentro da área, Robben recebeu de costas para o gol, girou sobre a marcação e finalizou. A bola desviou na defesa merengue e passou com perigo ao lado direito do gol de Casillas.

Num raro contra-ataque que o Real Madrid conseguiu encaixar na primeira metade do primeiro tempo, aos 18, a bola caiu nos pés de Cristiano Ronaldo, que deu passe na medida para Coentrão. O português foi à linha de fundo e cruzou rasteiro para Benzema, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o gol e abrir o placar.

Aos 26 minutos, novo contra-ataque quase resultou no segundo gol do Real Madrid. Benzema recebeu na ponta esquerda e cruzou de primeira na direção de Cristiano Ronaldo. Livre de marcação e já na grande área, o craque português exagerou na força e viu seu chute com a perna esquerda passar por cima do gol.

O argentino Di María também teve a oportunidade de marcar o segundo do Real. Após cruzamento da esquerda, Cristiano Ronaldo não conseguiu cabecear e Di María, no segundo poste, dominou no peito livre de marcação. O meia teve tempo de ajeitar o corpo e finalizar de perna esquerda, mas também exagerou na força e mandou a bola por cima da meta defendida por Neuer.

AFP
Cristiano Ronaldo lamenta uma das três oportunidades que teve para aumentar o marcador
No primeiro minuto da segunda etapa, Alaba falhou e a bola sobrou para Cristiano Ronaldo, que finalizou de primeira da entrada da área. Rasteiro, o chute ganhou velocidade e obrigou Neuer a se esticar no canto direito para defender.

Cristiano Ronaldo teve nova chance aos 23 minutos. O português avançou pela esquerda e finalizou de canhota, obrigando Neuer a cair no canto para fazer boa defesa.

Sem conseguir penetrar na defesa do Real, o Bayern quase encontrou o gol de empate num chute de fora da área. Thomas Müller recebeu em velocidade, ajeitou para a perna esquerda e rematou com força. A bola desviou em Varane e saiu perigosamente ao lado direito do gol de Casillas.

O goleiro da seleção espanhola apareceu para salvar o Real aos 38 minutos. A defesa merengue errou ao tentar afastar a bola, que sobrou limpa para Gotze. No meio da área, o jovem alemão finalizou à meia-altura, obrigando Casillas a fazer grande defesa.

Aos 46 minutos, a bola foi alçada na área do Real e Mandzukic escorou de cabeça na direção de Thomas Müller. Ao tentar finalizar, o alemão foi desarmado por Xabi Alonso e ficou reclamando de pênalti.

AFP
Espanhol Pep Guardiola perdeu o duelo tático para o italiano Carlo Ancelotti no primeiro confronto

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade