Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Conversa e poucas entrevistas vão pautar semana decisiva do Ituano

São Paulo (SP)

O técnico Doriva não quer que a vitória deste domingo sobre o Santos, na primeira partida da final paulista, crie clima de oba-oba em seu elenco antes do segundo e decisivo jogo. Por isso, vai usar de muita conversa com seus jogadores.

"Com certeza, terei que conversar bastante com eles", falou, logo após o triunfo por 1 a 0, no Pacaembu, assegurado com gol do meia Cristian - e o pênalti desperdiçado pelo santista Cícero. Na tentativa de conter excitação em demasia pela possibilidade de título, o treinador adiantou que controlará mais as entrevistas à imprensa.

"Quero conter, sim, a euforia. É lógico que vamos atender a todos, como sempre atendemos. Mas no momento certo. Vamos ter um pouco de privacidade, para que os atletas não fiquem tão eufóricos, e sim com os pés no chão, porque não ganhamos nada", justificou o ex-jogador.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Técnico Doriva vai controlar mais as entrevistas à imprensa e tentará conter a euforia de seus jogadores
Campeão da Copa Libertadores e mundial pelo São Paulo, clube em que foi revelado, no início da década de 1990, o agora treinador, de 41 anos, também se preocupará em manter o grupo bem fisicamente até a decisão, no domingo.

"Vamos dosar bem as cargas de trabalho, fazer uma semana bem equilibrada, como foi essa última, para que não haja desgaste de maneira alguma", disse.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade