Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Cruzeiro abre oitavas da Libertadores contra o Cerro Porteño

Belo Horizonte (MG)

O Cruzeiro teve pouco tempo para curtir a conquista do título Mineiro, em cima do arquirrival Atlético-MG, e já tem que voltar às atenções para a disputa da Libertadores. Nesta quarta-feira, a Raposa recebe os paraguaios do Cerro Porteño, às 22h, no Mineirão, em duelo válido pelas oitavas de final da principal competição de clubes das Américas.

Por ter ficado em melhor colocação que o Cruzeiro, o Cerro Porteño ganhou o direito de fazer a partida de ida no Gigante da Pampulha e decidir a classificação em solo paraguaio. Como a vaga nas quartas só será resolvida no duelo de volta, o volante cruzeirense Lucas Silva quer o time celeste fazendo o resultado no Mineirão.

“Esse jogo já muda um pouco, porque este confronto não vai ser resolvido em nossa casa. O Cruzeiro tem que entrar muito firme, forte, já que a classificação não vai ser decidida aqui. Temos que fazer um bom placar para poder jogar lá com cautela, se possível jogar com o resultado, mas não deixar de ser o Cruzeiro nem dentro, nem fora de casa, para buscarmos a classificação”, declarou.

Para essa partida, o técnico Marcelo Oliveiraconta com três desfalques. Dagoberto e Ricardo Goulart, lesionados, não devem entrar em campo. Willian é o provável substituto do primeiro. Para a vaga de Goulart, Marlone e Elber são os principais concorrentes, mas Borges e Marcelo Moreno correm por fora, em uma possível mudança tática. Além deles, Nilton, suspenso pelo terceiro amelo, não joga. No entanto, o volante não vinha sendo titular.

Divulgação
O atacante Willian é o principal candidato a substituir Dagoberto no time titular do Cruzeiro. Foto: Washington Alves.
Uma das armas da equipe brasileira para vencer no Mineirão e o lateral paraguaio Samudio, que assumiu a lateral celeste na vaga que era de Egídio.

Samudio conhece bem o Cerro Porteño, e principalmente Arce, o treinador da equipe adversária, e que já atuou com sucesso no Brasil. Como jogador, foi um dos melhores. Aqui no Brasil, Arce é muito reconhecido. Como treinador, ele dirigiu a base da minha ex-equipe, o Libertad, e tive a possibilidade de ele ter me dirigido na Seleção Paraguaia. Como profissional, ele é muito bom”, alerta.

Se o lateral cruzeirense conhece bem o time paraguaio, do outro lado, o Cerro Porteño também já tem todas as informações necessárias sobre a Raposa. O auxiliar técnico, Francisco Ferrera, esteve no Mineirão na decisão do Campeonato Mineiro e viu de perto o título celeste para passar os detalhes para Arce, que projeta dificuldades contra os brasileiros.

“Esperamos dificuldades porque é um bom time. Mas confiamos muito na capacidade dos nossos jogadores. Vocês estão acostumados a ver times paraguaios, temos mais posse de bola. Confiamos na nossa capacidade de enfrentar um rival de qualidade. Temos a nossa força principal no jogo de volta. Estamos aqui sem ter medo, sem recuar, porque senão é muito difícil jogar contra um rival como o Cruzeiro”, afirmou.

Divulgação
O Cerro Porteño está em sexto lugar no Campeonato Paraguaio, mas tem se apresentado muito bem na Copa Libertadores
FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X CERRO PORTEÑO

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 16 de abril de 2014, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Daniel Fedorczuk (URU)
Assistentes: Carlos Pastorino e Gabriel Popovitz (ambos do Uruguai)

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Bruno Rodrigo, Dedé e Samudio; Lucas Silva, Henrique,
Marlone (Elber) e Everton Ribeiro; Willian e Júlio Baptista
Técnico: Marcelo Oliveira

CERRO PORTEÑO: Fernández; Bonet, Cardoso, Ortiz e Alonso; Corujo, Santana, Julio dos Santos e Oscar Romero; Guiza e Angel Romero
Técnico: Arce

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade