Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Cruzeiro joga sobrevivência recebendo o eliminado Real Garcilaso

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O jogo da vida. Partida mais importante da temporada. Decisão. Todas essas expressões foram usadas durante a semana por jogadores e comissão técnica do Cruzeiro para definir o duelo desta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), contra os peruanos do Real Garcilaso, no Mineirão. Se não triunfar, os celestes estarão automaticamente eliminados da Libertadores ainda na fase de grupos.

Para chegar às oitavas de final da principal competição de clubes das Américas sem depender de outro resultado, o Cruzeiro precisa vencer o Real Garcilaso por três gols de diferença. Se derrotar o time peruano, os mineiros só poderão ser eliminados caso não alcancem a vantagem de três gols e a Universidad do Chile derrote os uruguaios do Defensor, em Montevidéu.

O Cruzeiro ocupa o terceiro lugar no Grupo 5, com sete pontos, contra dez do Defensor e sete dos chilenos da La U. Para não cair pela primeira vez na história ainda na fase de classificação, A Raposa terá que superar alguns problemas de ordem médica e por suspensão.

Divulgação/Cruzeiro
Ricardo Goulart comemora com Ceará e Everton Ribeiro um dos gols da vitória contra a Universidad do Chile
O lateral direito Ceará está fora do jogo contra os peruanos. O jogador tem sentido o excesso de jogos, e, por isso, será substituído por Mayke. Com a alteração na ala-direita, o Cruzeiro terá novos laterais para decidir uma vaga nas oitavas de final da Libertadores.

O paraguaio Samudio, que assumiu a condição de titular, terá que cumprir suspensão, o que abre espaço para Egídio, que vai jogar nesta quarta-feira. Além das laterais, a Raposa terá uma mudança forçada no meio-campo, já que Nilton foi punido com três partidas por ter sido expulso diante dos uruguaios do Defensor.

Henrique vai assumir a vaga de Nilton, e comemora o fato de poder ajudar a equipe dentro de campo. “Uma volta boa, no momento em que o Cruzeiro estava precisando. Fico feliz por estar ajudando os companheiros e o Cruzeiro da melhor forma, que é dentro de campo, com bons jogos, porque assim ajuda o clube a conquistar os objetivos”, declarou.

Para compensar os desfalques, Marcelo Oliveira vai ganhar o reforço do atacante Dagoberto, que foi poupado do jogo de ida da final do Mineiro e treinou normalmente durante a semana, confirmando presença diante dos peruanos.

Divulgação/Cruzeiro
Marcelo Oliveira planeja escalar equipe ofensiva para tentar pressionar o Garcilaso desde o começo
Já eliminados, os peruanos chegaram ao Brasil apenas para cumprir tabela. O Cruzeiro foi a única equipe vencida pelo Garcilaso nesta Libertadores, gerando os únicos três pontos do time do Peru. A partida não serve de nada para os visitantes, o que, em tese, pode facilitar a vida dos cruzeirenses, que ainda vão contar com o cansaço do adversário desta quarta-feira.

O Garcilaso perdeu a conexão do voo de São Paulo a Belo Horizonte e só chegou à capital mineira no meio da tarde de terça-feira, o que atrapalhou os planos do clube, que pretendia treinar em BH para armar uma equipe minimamente competitiva para encarar o Cruzeiro. Apenas 16 jogadores vieram para o Brasil encerrar a participação peruana na Libertadores.

Defensor-URU x Universidad de Chile: No mesmo horário de Cruzeiro e Garcilaso, os uruguaios do Defensor e os chilenos da La U também estarão duelando, com chances de seguir na Libertadores. O confronto será realizado em Montevidéu, e um empate pode classificar as duas equipes. Neste caso, a Raposa precisa tropeçar no Mineirão.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X REAL GARCILASO

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 09 de abril de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Adrian Velez (COL)
Assistentes: Wilson Berrio e Rafael Rivas (ambos da Colômbia)

CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Bruno Rodrigo, Dedé e Egídio; Lucas Silvas, Henrique, Ricardo Goulart e Everton Ribeiro; Dagoberto e Júlio Baptista
Técnico: Marcelo Oliveira

REAL GARCILASO: Pretel; Joel Herrera, Maulella, Huerta e Cristian García; Retamozo, César Ortiz, Ramúa e Carlos Flores; Rodríguez e Ferreira
Técnico: Freddy Garcia

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade