Futebol/Copa Libertados - ( )

Delegação do Flamengo desembarca no Rio confiando na classificação

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Poucas horas depois de derrotar o Emelec por 2 a 1, no Equador, e manter vivo o sonho de avançar para as oitavas de final da Copa Libertadores, a delegação do Flamengo desembarcou no Rio de Janeiro na manhã desta quinta-feira. No rosto dos jogadores um grande alívio por conta do resultado. Caso fosse derrotado na capital equatoriana, o Rubro-Negro estaria matematicamente eliminado e sem moral para a decisão do Campeonato Carioca, que começa no domingo, contra o Vasco.

"Foi um resultado muito importante, pois deixou a nossa equipe dependendo das próprias forças para garantir a classificação na última rodada, diante do Léon, no Maracanã. O objetivo era depender de nós mesmos e isso aconteceu", celebrou Alecsandro, que ainda analisou o desempenho da equipe. "Ganhamos com autoridade de quem não desistiu nunca do resultado e agora estamos com a cabeça no Vasco", afirma.

Alexandre Vidal/Fla Imagem
Centroavante que deixou sua marca na vitória exalta postura agressiva do Flamengo mesmo fora de casa
Com a vitória, o Flamengo chegou à terceira colocação do Grupo 7, acumulando sete pontos e empatado com o próprio León, que ocupa o segundo lugar por causa dos critérios de desempate. Sendo assim, basta uma vitória simples para o Flamengo avançar. Na visão do técnico Jayme de Almeida, o triunfo no Equador foi um grande passo para brigar pela classificação.

"Não classificamos ainda, mas, para quem estava em último lugar do grupo, uma vitória desta dá uma força muito grande para decidir no Rio de Janeiro", disse o treinador, que viu seu grupo ser bastante questionado ao longo desta Libertadores e ainda assim manteve o otimismo para as últimas rodadas.

O cenário mais favorável fez o goleiro Felipe ironizar os críticos, que colocavam o time carioca bem longe da segunda fase. O jogador se mostrou incomodado com os questionamentos sobre a qualidade do elenco.

"A gente quer classificar, independente se for primeiro ou segundo. Há uma semana a gente estava fora. Os matemáticos colocavam o Flamengo com 10%, com 15%. A minha matemática é simples: duas vitórias são seis pontos. Se tivesse faltando sete pontos em dois jogos, aí não teria como classificar. Mas como tem chance, tudo pode acontecer", ressaltou o goleiro rubro-negro, que em várias declarações tem lembrado que o time que conquistou o título da Copa do Brasil, no ano passado, também era muito questionado.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade