Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Drubscky revela necessidade do Goiás por atacantes: "Não dá pra esconder"

Goiânia (GO)

Desde o dia 29 de março, quando o experiente Araújo balançou a rede do Goianésia, em partida válida pela semifinal do Campeonato Estadual, o Goiás não balançou as redes. O jejum de cinco jogos (ou 490 minutos, se acrescido o tempo restante do embate contra o Azulão do Vale) tem incomodado o técnico Ricardo Drubscky, que expôs a necessidade do clube em contratar atacantes.

“Uma coisa é certa: precisamos de atacantes. Não dá pra esconder. O Campeonato Brasileiro possui muitos jogos, então, vamos esperar para escolher a peça certa. Não podemos agir por impulso. Nessas horas, são necessárias contratações pontuais”, sintetizou o comandante.

Adiante, Drubscky discorreu sobre a titularidade de Araújo contra o Flamengo, partida que marcou a estreia esmeraldina na elite nacional. Vale ressaltar que no duelo de volta contra o Botafogo-PB, válido pela Copa do Brasil, o dianteiro sequer figurou no banco de reservas: “Contra o clube paraibano era outro quadro. Precisávamos de três gols e o Araújo vinha de um pênalti perdido na final do Goiano. Houve o interesse de preservá-lo. Talvez se ele tivesse entrado no meio de semana, não tivéssemos conquistado a vitória do mesmo jeito, e ele também não teria rendido bem como fez contra o Rubro-negro”, comentou.

O próximo compromisso do Goiás será neste domingo, às 18h30 (de Brasília), diante do Criciúma. O palco do duelo será o estádio Juscelino Kubitschek, em Itumbiara-GO.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade