Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Elogiado por Kleina, Wesley quer ficar no clube que aprendeu a gostar

São Paulo (SP)

Ainda sem condições físicas ideais para atuar os 90 minutos de um jogo, Wesley foi poupado por Gilson Kleina neste domingo, mas precisou ser acionado no intervalo para que o time palmeirense conseguisse buscar a virada sobre o Criciúma, por 2 a 1, nos minutos finais do segundo tempo. Após uma boa atuação no estádio Heriberto Hulse, o volante reforçou o seu desejo de permanecer no Palestra Itália.

“Quero ficar no clube que aprendi a gostar, quero muito poder ficar, mas não depende só de mim. Vou dar o meu melhor sempre para fazer o meu papel dentro de campo”, disse o jogador palmeirense, que sabe de suas condições para permanecer no Palmeiras após o final de seu contrato, em fevereiro de 2015.

Depois de contratar Wesley por um alto valor, a diretoria do Palmeiras tem o medo de perder o jogador de graça, já que, em agosto, o volante já pode assinar um pré-contrato com outro clube, deixando o Verdão sem receber qualquer grana. Sendo assim, a cúpula alviverde não descarta a possibilidade de vendê-lo, caso não consiga acertar a renovação do atleta.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Importante para Gilson Kleina, o volante Wesley já manifestou o desejo de permanecer no Palmeiras
O agente de Wesley já afirmou que o jogador não aceitará um contrato por produtividade, estratégia utilizada pela atual gestão do Palmeiras. Desta forma, Gilson Kleina, que prefere não falar abertamente sobre as negociações no Palestra Itália, corre o risco de ficar sem um dos jogadores mais importantes de sua equipe titular.

Ao falar sobre o duelo deste domingo, por exemplo, o treinador ressaltou a importância de Wesley para que o Verdão chegasse à virada no final do segundo tempo. De acordo com o comandante, a transição da defesa para o ataque estava bastante comprometida no primeiro tempo, o que prejudicava a criação de jogadas e ainda abria espaços para o contra-ataque do Criciúma.

Com a entrada de Wesley, porém, o time passou a ter mais qualidade no meio de campo, ficou com a bola no campo de ataque e assim conseguiu criar as duas oportunidades de gol. Na primeira, Leandro bateu de fora da área e contou com o desvio da zaga. Já na segunda, Alan Kardec completou um cruzamento perfeito do próprio Wesley e desviou de cabeça para o fundo das redes.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade