Futebol/Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

Em Buenos Aires, Grêmio acaba derrotado pelo San Lorenzo

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O Grêmio saiu atrás no duelo de mata-mata com o San Lorenzo, pelas oitavas de final da Libertadores. Nesta quarta-feira, jogando no Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires, o Tricolor perdeu por 1 a 0. O gol foi marcado por Ángel Correa, aos seis minutos da segunda etapa.

O primeiro tempo foi extremamente equilibrado e truncado. O time argentino foi bem controlado pelo Grêmio e não conseguiu pressionar, mas também foi pouco acossado pela equipe gaúcha. Na etapa complementar, o time argentino marcou seu gol cedo e tratou de administrar a vantagem, contendo com competência as investidas gaúchas.

Com a derrota, o Grêmio fica obrigado a vencer por dois gols de diferença na quarta que vem, na Arena, para se classificar às quartas de final. O Tricolor volta a campo no domingo, diante do Atlético-MG, na Arena, pelo Brasileiro. O San Lorenzo jogará sábado pelo Campeonato Argentino, fora de casa, contra o Belgrano.

O jogo – Desfalcado de Rhodolfo e Wendell, o Grêmio conseguiu segurar o San Lorenzo no primeiro tempo, evitando a tradicional pressão que os times argentinos exercem quando mandantes. A melhor chegada do time da casa na etapa inicial ocorreu aos 9 minutos, quando Matos ganhou no corpo de Geromel e mandou uma bomba por cima, com perigo. Aos 12, o zagueiro Gentiletti cabeceou para fora após escanteio.

AFP
O meia-atacante Ángel Correa marcou o tento do triunfo argentino no Nuevo Gasómetro, durante a segunda etapa
A partir dos 15 minutos, o Grêmio saiu de trás e equilibrou o jogo. O primeiro arremate veio aos 19, com Pará, por cima. O segundo, em falta batida por Léo Gago, para longe, aos 37. O árbitro Enrique Osses não deu pênalti favorável ao Grêmio, em lance no qual a bola bateu na mão do lateral direito Buffarini. De resto, nenhuma chance de gol de lado a lado. Dudu, pela esquerda, é quem criava as melhores chegadas do time gaúcho, ganhando quase todas de Buffarini.

O Grêmio começou assustando na volta do intervalo. Antes do primeiro minuto, Ramiro levou perigo em um chute rasteiro de média distância. Aos cinco, o mesmo Ramiro entrou livre após grande passe de Zé Roberto na área, mas o goleiro Torrico saiu e evitou o gol. No minuto seguinte, Matos escorou para a chegada de Correa, que venceu Marcelo Grohe com um chute da entrada da área: 1 a 0.

Enderson Moreira então tirou Ramiro e pôs Luan, trazendo o Grêmio à frente. Aos 13, Dudu passou por Buffarini e cruzou. A bola passou por todo mundo na área e Riveros chutou prensado sobre a zaga. Aos 28, Luan levantou falta para um cabeceio por cima de Barcos.

Aos 32, o lateral Buffarini recuou a bola para o goleiro Torrico, que pegou com as mãos na pequena área: falta para o Tricolor, na linha de pequena área. Na cobrança, Dudu rolou para Barcos, que chutou raspando o travessão. Aos 44, Cavallaro quase ampliou para o San Lorenzo por cobertura, mas a bola raspou o travessão em golpe de vista de Marcelo Grohe.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade