Futebol - ( )

Emerson diz sair feliz do Corinthians: “Clube foi tudo na minha vida"

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Emerson fez questão de minimizar a percepção de que está deixando o Corinthians pela porta dos fundos. Depois de se despedir dos companheiros no CT do Parque Ecológico, ele apareceu sorridente na sala de imprensa, onde mostrou o habitual bom humor e disse não ver motivos para que fosse diferente.

“Eu saio feliz porque o meu tempo aqui foi de vitórias e de conquistas. Então, não tem por que sair com tristeza. O clube foi tudo na minha vida”, afirmou o atacante de 35 anos, que chegou à equipe do Parque São Jorge no meio de 2011 e levantou cinco troféus.

O mais marcante foi o da Copa Libertadores de 2012, com dois gols de sua autoria na decisão contra o Boca Juniors. Tentos que colocaram o nome do Sheik na história do Corinthians de maneira mais profunda do que foi sua ligação com os seus times anteriores.

Mesmo assim, a diretoria viu a hora do adeus e resolveu emprestar o jogador após um 2013 em que ele chamou mais a atenção por publicar a foto de um beijo em um amigo do que pelo futebol. Para se livrar do herói de dois anos atrás, o clube vai pagar metade de seu salário.

Divulgação/Agência Corinthians
Guerrero e Emerson foram os heróis de 2012; hoje, um é reserva, o outro é do Botafogo (foto: Rodrigo Coca)
Fechada a transferência, o Corinthians publicou um texto intitulado “Obrigado, Emerson Sheik!”. E o atleta também se esforçou para não deixar uma imagem negativa na despedida. “Profissionalmente, o Corinthians foi o melhor clube para mim, e todo o mundo sabe disso. Saio extremamente feliz”, afirmou.

O atacante preferiu não questionar a reformulação na equipe, agora ainda mais modificada em relação àquela que foi campeã mundial há um ano e quatro meses. “Muitos amigos meus ficaram, outros já foram. O importante é que, no tempo em que fiquei aqui, tudo deu certo.”

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade