Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Erazo chora e Felipe ironiza jejum vascaíno: "Disputaram Paulista?"

Rio de Janeiro (RJ)

Na festa flamenguista, dois jogadores viviam situações diferentes. Autor do pênalti que deixou o Vasco abrir o placar, Erazo revelou que chorou ao ver Márcio Araújo empatar o clássico nos acréscimos. Felipe, por sua vez, usou o título carioca para provocar o rival, que não conquista o Estadual desde 2003.

“Não sei onde eles estavam. Acho que ficaram dez anos jogando o Campeonato Paulista, porque não pode um time carioca ficar dez anos sem conquistar esse título”, ironizou o goleiro, irritado com a postura dos vascaínos que estavam no banco de reservas comandando os gritos de “olé” e de “campeão” vindos da torcida antes de o jogo terminar 1 a 1.

“Lamento a atitude dos jogadores. Faltando 15 minutos, ficaram fazendo gestos e xingando do banco de reservas. Não precisa haver inimizade. Eles achavam que estava ganho, mas o castigo veio no último minuto. O título que estava próximo, agora, está longe. Vamos comemorar e eles vão esperar mais um ano. Isso aqui não é Vasco, isso aqui é Flamengo”, continuou Felipe.

Sem raiva do rival, Erazo demonstrava mais alívio durante a volta olímpica. O zagueiro entrou no clássico para reforçar a defesa rubro-negra depois da expulsão de Chicão. Aos 28 minutos, contudo, o equatoriano, marcado por outros erros, deu carrinho para derrubar Pedro Ken na grande área. Quando Douglas converteu o pênalti, o jogador sabia que seria culpado.

“Depois do pênalti, senti muitas emoções. Fiquei muito chateado. Mas meus companheiros correram para caramba, veio o gol... Imagina a felicidade de cometer um pênalti, mas, depois, ser campeão. Saíram lágrimas”, comentou Erazo, incentivado de forma dura por Alecsandro após o pênalti que cometeu para não se abater.

“Foram três meses muito difíceis, de muita luta, de muito trabalho. O Flamengo acredita no meu trabalho, e eu sabia que não podia decepcionar essa torcida. Foram muitas emoções. Tenho que trabalhar, melhorar, amadurecer, mas, agora, vou curtir esse título”, comemorou Erazo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade