Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Flu espanta má fase, goleia Horizonte e avança na Copa do Brasil

Rio de Janeiro (RJ)

O Fluminense garantiu a passagem para a segunda fase da Copa do Brasil, ao golear o Horizonte, do Ceará, por 5 a 0, em partida disputada na noite desta quinta-feira, no Maracanã. O Tricolor das Laranjeiras que havia perdido o jogo de ida por 3 a 1, não encontrou muita dificuldade para determinar o ritmo do jogo e dominar completamente o adversário.

Na estreia do técnico Cristovão Borges, o Fluminense foi um time agressivo que soube construir o resultado que precisava para garantir a classificação. O Horizonte adotou uma tática cautelosa, mas acabou ficando com dez jogadores, ainda na primeira etapa, por causa da expulsão do volante Rafael Tchuca e não teve condições de resistir ao melhor futebol apresentado pelo time carioca.

Na próxima etapa da competição, o Fluminense vai enfrentar o Tupi, de Juiz de Fora, que eliminou o Juazeiro.

O jogo - Obrigado a descontar uma vantagem de dois gols, o Fluminense partiu para cima do Horizonte, assim que a partida foi iniciada.Logo aos três minutos, Conca recebeu a bola do lado da área e cruzou para a área. Wagner divide com a zaga e a bola saiu.

Aos cinco minutos, Bruno foi agarrado quando investia pela direita. Conca levantou na área, mas a zaga aliviou. O time cearense não conseguia trocar passes no campo de ataque e,aos oito minutos, um cruzamento de Rafael Sobis quase complicou o goleiro Jefferson.

A pressão tricolor acabou se transformando em gol, aos 12 minutos. Depois de cruzamento de Bruno, Wagner tocou de cabeça, Sobis fez o corta-luz e Conca, inteiramente livre, não teve trabalho para marcar.

Em desvantagem, a equipe cearense se adiantou para buscar o empate e abriu espaços para o adversário. Aos 14 minutos, Rafael Sobis recebeu livre, na grande área, e chutou em cima da zaga, quando Fred esperava livre na área. Minutos depois, Sobis teve outra oportunidade e tentou chutar, outra vez, quando Conca estava inteiramente livre, do outro lado.

Nelson Perez/Fluminense FC
O Fluminense conseguiu marcar logo no início do jogo, o que deu calma à equipe
O Horizonte tentava pressionar, mas encontrava dificuldades e continuava permitindo que o Fluminense utilizasse os laterais para abrir espaços na defesa. Aos 24 minutos, Carlinhos investiu pela esquerda e chutou cruzado, com grande perigo. Aos 30 minutos, Conca foi derrubado na entrada da área. Na cobrança, Conca mandou na barreira. A bola subiu e Fred dividiu com a zaga, mas cabeceou para fora.

O Horizonte não conseguia se armar. Seus jogadores eram facilmente desarmados quando tentavam sair para o ataque. Aos 37 minutos, Diguinho avançou livre, tabelou com Rafael Sobis e bateu, de primeira, mas a bola saiu. No lance seguinte, Rafael Sobis foi lançado entre os zagueiros e tocou rasteiro, mas o goleiro Jefferson defendeu com os pés, evitando o segundo gol.

Aos 44 minutos, Rafael Tchuca derrubou Wagner e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo excluído da partida, o que gerou muita reclamação por parte dos jogadores cearenses. Na cobrança de falta,efetuada por Rafael Sobis, o zagueiro Gum apareceu na pequena área e tocou, de pé direito, para o fundo das redes.

Antes de o árbitro decretar o encerramento do primeiro tempo, o Fluminense ainda marcou o terceiro gol, aos 47 minutos. Carlinhos arrancou pela esquerda e cruzou para a cabeçada certeira de Rafael Sobis.

O Fluminense voltou para o segundo tempo em ritmo mais lento, enquanto o Horizonte, mesmo inferiorizado numericamente, tentava atuar de forma mais ofensiva. A primeira oportunidade foi do Fluminense. Aos cinco minutos, Bruno fez ótima jogada pela direita e cruzou para Fred, sem marcação, mas o artilheiro desperdiçou a chance, batendo por cima do travessão.

Aos 14 minutos, o Fluminense marcou o quarto gol. Wagner recebeu na entrada da área, tabelou com Conca, e mandou uma bomba no canto direito, sem qualquer chance de defesa para o goleiro Jefferson.

Aos 24 minutos, Fred foi lançado na entrada da área, mas concluiu nas mãos do goleiro, frustrando a torcida que ensaiou algumas vaias para o artilheiro. Logo depois, o zagueiro Elivélton derrubou Dico na entrada da área e recebeu cartão vermelho. A cobrança bateu na barreira.

Nelson Perez/Fluminense FC
Rafael Sobis e Fred deixaram sua marca, em noite inspirada do setor ofensivo do Fluminense
Na melhor jogada do Horizonte, Albano driblou três jogadores e chutou para grande defesa de Diego Cavalieri. Hostilizado por um grupo de torcedores, Fred teve outra boa chance para marcar, mas a cabeçada do atacante encobriu o travessão.

Aos 43 minutos, Diego Cavalieri ainda evitou um gol do Horizonte ao defender uma cabeçada de Robert. No lance seguinte, Siloé fez ótima jogada individual e chutou na trave direita.

E aos 44 minutos, depois de jogada confusa na área do Horizonte, Fred recebeu de Conca e bateu cruzado para marcar o quinto gol. Depois, saiu para festejar com a torcida tricolor, tentando acabar com a polêmica que marcou os últimos dias, por causa do desentendimento do artilheiro com integrantes de torcidas organizadas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade