Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Fluminense corta ajuda às torcidas organizadas

Rio de Janeiro (RJ)

Após pronunciamentos de Fred e pressão de diferentes grupos políticos, o Fluminense anunciou, nesta terça-feira, que todo o auxílio às torcidas organizadas do clube está vetado.

Em três anos de gestão de Peter Siemsen, o Tricolor gastou cerca de R$ 4 milhões com as facções, incluindo despesas com ingressos, ajuda de custo e viagens e até mesmo pagamento de passagens aéreas.

A decisão pode ser alterada apenas pelo Conselho Deliberativo, que se reunirá em maio. Além disso, o clube também esclareceu que não fornecerá mais cortesias a membros dos Conselhos Fiscal, Diretor e Deliberativo e que a decisão visa o corte de gastos. Confira a nota oficial publicada no site do Tricolor:

“Em reunião do Conselho Diretor realizada na noite desta segunda-feira, 14, a diretoria do Fluminense Football Club decidiu, com base nos eventos ocorridos na relação do clube com as torcidas organizadas, que não concederá mais ingressos e nem ajuda em viagens para as mesmas. Além disso, o clube passa a não fornecer cortesias para os Conselhos Deliberativo, Fiscal e Diretor. As decisões, aprovadas por unanimidade no Conselho Diretor, passaram a valer imediatamente após a reunião.

O clube já vinha estudando a hipótese. Além disso, a medida ainda faz parte da política de redução de custos do clube. O Conselho Deliberativo ainda será consultado para a homologação da decisão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade