Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Fluminense prepara lista de dispensas para reformulação

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Não vai ser tudo de uma vez. O anúncio pode até não ser em conjunto e muito menos de forma oficial. Mas uma barca está sendo preparada para deixar as Laranjeiras nos próximos dias. O técnico Cristóvão Borges já foi avisado pela diretoria no ato de sua contratação que será preciso enfrentar uma pequena reformulação no grupo para que o Tricolor tenha sucesso no seu objetivo de brigar pelo título do Campeonato Brasileiro.

Enfrentando sérios problemas financeiros, e cada vez mais sem poder contar com o auxílio da Unimed, principal patrocinadora do clube, por conta das divergências entre o presidente Peter Siemsen e Celso Barros, empresário que cuida da cooperativa médica, o Fluminense encontra na redução do elenco, ou no melhor aproveitamento do dinheiro da folha salarial, para ter um grupo forte no Brasileirão.

Como a maioria dos jogadores tem contrato até o fim do ano, o caminho é procurar algumas trocas que possam ser benéficas. O primeiro a sair deverá ser mesmo o atacante Rafael Sobis, que já comunicou aos dirigentes seu desejo de se transferir para o Corinthians. A negociação, além da redução da folha salarial, deverá trazer para o Fluminense o meia Rodriguinho, que vem tendo poucas oportunidades no Timão. O emrpesário do jogador, Jorge Machado, está cuidando das tratativas e a negociação deverá ser anunciada nesta terça-feira.

O zagueiro Leandro Euzébio e o volante Diguinho, ambos com contrato até dezembro, também não estão nos planos da diretoria, que entende que chegou ao fim o ciclo de ambos nas Laranjeiras. A ideia é tentar incluir os jogadores em alguma negociação que possa gerar reforços para o Tricolor. O volante Fábio Braga, filho do técnico Abel Braga, deverá ser dispensado ou emprestado a algum clube.

Nelson Perez/Fluminense FC
Em meio a reformulação, diretoria do Fluminense buscará renovação com Diego Cavalieri e mais atletas

A redução do elenco é realmente determinante para a chegada de reforços que possam auxiliar Cristóvão Borges a dar uma nova cara ao time do Fluminense. Hoje o clube não tem condições de investir em contratações e nem aumentar a sua folha salarial. Algumas negociações que estavam em curso chegaram a ser suspensas por conta desta realidade.

Paralelamente à montagem da barca, a diretoria planeja acertar a renovação do vínculo de alguns jogadores que tem contrato somente até dezembro e que a partir de julho estarão livres para assinarem um pré-acordo com qualquer outra equipe. Casos do goleiro Diego Cavalieri, do lateral esquerdo Carlinhos e do volante colombiano Valencia. Este último inclusive é prioridade, pois o Tricolor teme uma valorização do jogador durante a disputa da Copa do Mundo que começa em junho, no Brasil. Ele é nome certo na lista da Colômbia.

Dentro de campo Cristóvão Borges segue trabalhando o time pensando na partida da próxima quinta-feira, diante do Horizonte-CE, às 19h30 (de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela rodada de volta da primeira fase da Copa do Brasil. Como perdeu na ida, no Ceará, por 3 a 1, o Tricolor precisa fazer pelo menos 2 a 0 para avançar por conta do gol anotado fora de casa, que é um dos principais critérios de desempate. Nesta terça-feira o elenco trabalha na parte da tarde, nas Laranjeiras, e o treinador deverá dar sinais de qual escalação pretende usar. Já no Campeonato Brasileiro a estreia será no dia 19 de abril, diante do Figueirense, também no Maracanã.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade