Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Geuvânio se sente mais visado e promete se recuperar no Brasileiro

Santos (SP)

O atacante Geuvânio voltou a confessar, nesta quinta-feira, que deixou a desejar na reta final do Campeonato Paulista. Para a revelação do Santos, no entanto, o grande problema causado pelo excesso de exposição não foi psicológico. Ele acredita que passou a ser mais visado pelos seus adversários.

“Conforme você vai mostrando o seu futebol, os adversários começam a se preparar melhor e a marcar mais forte, em cima. Com certeza, o grau de dificuldade aumenta. Tenho que me preparar para superar isso”, comentou Geuvânio.

O novato tem no Campeonato Brasileiro a oportunidade de confirmar o status de promessa da Vila Belmiro que adquiriu no princípio do Estadual. “Será assim para todos nós”, sorriu. “Estamos conversando, e tenho plena certeza de que ficaremos focados, dando o máximo, para fazer uma boa campanha. O elenco é forte e melhorará muito no decorrer da competição”, prometeu.

Ricardo Saibun/Santos FC
Geuvânio negou que tenha derramado lágrimas no Paulista por causa de abalo emocional
Apesar de Geuvânio não ter se sentido tão abalado, o técnico Oswaldo de Oliveira declarou mais de uma vez que o prata da casa mudou de comportamento depois da fama conquistada no Santos. Chegou a protegê-lo – assim como outros Meninos da Vila – de conceder entrevistas antes do fracasso na decisão estadual com o Ituano.

“O professor blindou a gente em uma época importante. Ele é experiente e sabe o que faz, procurando sempre o melhor para mim e para os outros meninos”, aceitou Geuvânio. “Confesso que dei uma caída de rendimento nos últimos jogos, mas não foi nada exagerado. Vida de jogador é feita de altos e baixos. Tenho que seguir focado, treinando, mostrando que posso evoluir. Não jogo mal porque quero. Acontece às vezes”, acrescentou.

Geuvânio só não concordou com quem encarou o seu choro na fase decisiva do Paulista como uma prova de abalo emocional. “Saí chorando porque toda a minha família estava presente. Lembrei-me de tudo o que passei para chegar àquele momento e acabei me emocionando. As pessoas entenderam errado. Não foi por causa do jogo”, negou.

Sem chorar mais, o atacante ainda afirmou que aceita as cobranças dos torcedores do Santos. E voltou a prometer reação. “Os meninos estão tranquilos. A diretoria dá todo o apoio para a gente, e os torcedores podem ajudar. Daremos a volta por cima”, confiou o vice-campeão paulista Geuvânio.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade