Futebol/Libertadores - ( - Atualizado )

Grêmio abre semana decisiva da Libertadores buscando liderança geral

Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Quando o sorteio dos grupos da Libertadores indicou para o Grêmio uma chave com Newell’s Old Boys, Atlético Nacional e Nacional do Uruguai, poucos imaginavam que o Tricolor chegaria com tanta tranquilidade à última rodada da fase inicial da competição. Classificado por antecipação, com 11 pontos e invicto, o Tricolor enfrentará os uruguaios nesta quinta para tentar ser o líder geral da primeira fase e deter o direito de decidir os mata-matas em casa.

A situação gremista é tão privilegiada que o jogo com o Nacional do Uruguai será o último de toda a fase de grupos da Libertadores. Assim, o time gaúcho poderá jogar sabendo o que precisa fazer diante dos reservas do time uruguaio para escapar de algum adversário mais complicado nas oitavas. Como possíveis vice-líderes de seus grupos, Atlético-PR, Botafogo, San Lorenzo, Cruzeiro, Flamengo e o próprio Newell’s são equipes que podem cruzar o caminho do Grêmio logo nas oitavas de final.

A vida do Grêmio só não está melhor devido à fratura sofrida pelo atacante Luan em sua mão direita, que deve tirá-lo de combate por pelo menos 30 dias. Nesta segunda-feira, o técnico Enderson Moreira iniciará a definição de quem será o seu substituto. Alán Ruiz, Maxi Rodríguez e Jean Deretti são os principais candidatos – o argentino corre à frente na disputa.

Lucas Uebel/GFBPA
No primeiro jogo contra o Nacional, há cerca de dois meses, Imortal venceu por 1 a 0 em pleno Gran Parque Central

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade