Futebol Internacional/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Grêmio recebe Nacional-URU para confirmar liderança na Libertadores

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O chamado “grupo da morte” da Copa Libertadores terá sua definição nesta quinta-feira de uma forma tão tranquila que poucos gremistas poderiam imaginar. Classificado com uma rodada de antecedência e invicto na competição, o Grêmio precisa de apenas um empate contra o lanterna e eliminado Nacional-URU, na Arena, para confirmar a liderança da chave tida como a mais complicada do torneio. Uma vitória no jogo das 22h, horário de Brasília, pode dar ao Tricolor a segunda melhor campanha de toda a fase de grupos da Libertadores.

O Grêmio chega à rodada decisiva classificado, com 11 pontos. O Newell’s, vice-líder, tem 8, e só roubará a liderança gremista se bater o Atlético Nacional em casa e ver o time gaúcho perder em Porto Alegre para os uruguaios. A equipe colombiana, com 7 pontos, se ganhar em Rosário, elimina o Newell’s da competição e segue adiante rumo às oitavas.

Outra vantagem importante para o Grêmio é a de poder, quem sabe, até escolher quem enfrentar nas oitavas de final. Isto porque o jogo do Tricolor Gaúcho é o último de toda a fase de grupos da Libertadores. Assim, será possível saber com segurança qual adversário a equipe enfrentará de acordo com o resultado da partida diante do Nacional-URU, e, deste modo, saber o que é preciso fazer para evitar enfrentar um rival mais complicado nas oitavas de final.

A equipe de Enderson Moreira chega para o confronto com dois desfalques. Zé Roberto está fase final de recuperação de uma lesão nos ligamentos do tornozelo, e deve retornar à equipe na semana que vem, já pelas oitavas de final. O atacante Luan, principal destaque técnico da equipe no ano, fraturou dois ossos da mão direita na vitória sobre o Atlético Nacional e só deve voltar no começo de maio.

Lucas Uebel/GFBPA
Clima no Grêmio é leve: clube já está classificado e só precisa empatar para confirmar liderança do grupo

A vaga deixada em aberto por Luan será ocupada pelo argentino Alán Ruiz. Meia de estilo cadenciado e técnico, ele deverá fazer o Grêmio voltar ao 4-4-2 do começo do ano, quando Zé Roberto estava em condições de jogo. A função de Luan deverá ser executada por Dudu, outro jogador que vem se destacando bastante com a camisa tricolor nestes primeiros meses da temporada.

Apesar de estar eliminado da Libertadores e de ter atuado três dos cinco jogos da fase de grupos com time reserva, o Nacional-URU promete complicar a vida do Grêmio na Arena. Preocupado com a possibilidade de sofrer uma goleada caso escalasse suplentes, o técnico Gerardo Pelusso deve colocar alguns titulares em campo na Arena. Nesta terça, comandou um treino fechado no Parque Central, fazendo mistério para a partida.

A grande surpresa na delegação é a presença do centroavante titular Iván Alonso, algo que pegou a imprensa uruguaia de surpresa. O zagueiro Coates, pretendido pelo Grêmio em 2012 e 2013, também deve vir a Porto Alegre, mas não começará jogando. Além de Alonso, outros quatro jogadores considerados titulares devem iniciar o confronto: o goleiro Munúa, o zagueiro Scotti, o volante Prieto e o lateral Díaz.

No outro jogo das 22h, o Newell’s Old Boys receberá o Atlético Nacional no Coloso del Parque, em Rosário, precisando de um empate para confirmar a vaga nas oitavas. A equipe argentina vem de derrota no clássico contra o Rosario Central, domingo passado, em casa, por 1 a 0. Aos colombianos, só a vitória interessa. No jogo de Medellín, pela primeira rodada, o Atlético Nacional ganhou do Newell’s por 1 a 0, gol do meia Cardona.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO X NACIONAL-URU

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 10 de abril de 2014, quinta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Oscar Maldonado (Bolívia)
Assistentes: Efraín Castro e Victor Arellano (ambos bolivianos)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Wendell; Edinho, Ramiro, Riveros e Alán Ruiz; Dudu e Barcos
Técnico: Enderson Moreira

NACIONAL-URU: Munúa; Piriz, De los Santos, Scotti e Díaz; Prieto, Dorrego, Espino e Ramos; Porta e Alonso
Técnico: Gerardo Pelusso

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade