Futebol/Liga dos Campeões - ( - Atualizado )

Guardiola duvida que Real Madrid será extremamente defensivo em Munique

Munique (Alemanha)

Dois gigantes do futebol mundial medem forças nesta terça-feira e o clima em Munique não poderia ser outro senão o de decisão. Em entrevista coletiva nesta segunda, o técnico do Bayern, Pep Guardiola, afirmou acreditar que o Real Madrid não repetirá a atuação defensiva que teve no primeiro jogo do confronto. Para o treinador, o time espanhol vai tentar sair na frente para aumentar a vantagem conquistada na última semana.

“Pela mentalidade de seu treinador, sei que vão começar o jogo tentando marcar um gol. Não creio que passarão 90 minutos defendendo”, aposta Guardiola, propondo Bayern ofensivo para chegar à final. “Entendo que, para estar em Lisboa, teremos que fazer mais de um gol. Nós até podemos esperar um pouco e sairmos no contra-ataque, porque também temos jogadores rápidos”, revelou.

Para estar na grande decisão a ser disputada em Lisboa, o Bayern precisa reverter a vantagem do Real, que venceu o primeiro jogo por 1 a 0 no Santiago Bernabéu. A partida foi marcada pelo ferrolho que Carlo Ancelloti armou para segurar o atual campeão europeu, e a tática deu certo, com o time merenguebem postado e marcando o único gol do duelo em um contra-ataque.

AFP
Assegurando que Bayern está vivo na disputa, comandante dos bávaros prevê jogo aberto (foto: Christof Stache)
Com a derrota em Madrid, o estilo de jogo de Guardiola foi bastante criticado por trabalhar muito a bola e não ser tão vertical. Para o treinador, porém, a estratégia é o melhor caminho para ter mais volume de jogo que o adversário.

“Amo ter a bola para ter mais oportunidades e receber poucos contragolpes. Não gosto das estatísticas, no acredito nelas, mas em Madrid tivemos mais escanteios, chutamos mais, tivemos mais a bola. Mas o resultado não nos deu razão”, lamenta, admitindo que o Bayern precisa finalizar melhor neste duelo.

“É verdade que temos que ser mais efetivos, não quero ter a bola a partida toda para ter duas ocasiões de gol”, completa, para em seguida garantir que o time bávaro está vivo e que a vantagem mínima do Real não é suficiente para tratar o time espanhol como grande favorito à classificação.

“Tenho lido esta semana em Madrid que já estão na final. Não só que estão na final da Champions, mas que também já são campeões, pelo que tenho lido em Madrid e escutado. Nós não temos esta atitude”, critica. “Marcar dois ou três gols no Real Madrid não é uma missão fácil, mas tentaremos com todas as forças”, promete o técnico.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade