Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Há 70 dias no Palmeiras, Bruno César ainda busca forma física ideal

William Correia São Paulo (SP)

Já se passaram 70 dias do início dos trabalhos de Bruno César no Palmeiras, mas o reforço apresentado com mais badalação no centenário ainda tem problemas físicos. O meia marcou dois gols e foi titular em metade dos dez jogos que fez pelo clube. A expectativa, porém, é que melhore não só na parte técnica.

“O Bruno César teve uma evolução boa na parte física, evoluiu bastante na perda de peso e no ganho de força. Mas ainda não atingiu a condição ideal”, disse o preparador físico Fabiano Xhá, que acompanhou de perto o esforço do camisa 30 para se adaptar ao estilo de trabalho de Gilson Kleina.

O jogador estava no Al Ahli, da Arábia Saudita, onde treinava e jogava bem menos. “O Bruno César ficou algum tempo fora do País, com uma carga de trabalho diferente, e teve que se acostumar. Mas já se adaptou à intensidade do treino, como podemos ver até nos jogos”, apontou o preparador físico.

Bruno César tem contrato até 31 de dezembro e o pedido da comissão técnica é que não se poupe, para que seja importante mesmo quando não for titular. “Sempre comentamos para ele dar o máximo, nem que seja por menos tempo, mas para atingir o seu máximo para se condiciona”, contou Xhá.

No momento, o jogador faz tratamento para se recuperar de pancada na coxa esquerda. O meia atuou integralmente nas duas últimas partidas, inclusive quando fez os dois gols da vitória sobre o Vilhena, suportando dores no local, mas já deve trabalhar fisicamente com o resto do elenco normalmente nesta semana.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Comissão técnica pede para que o meia trabalhe intensamente em treinos e jogos mesmo se não for titular
Quem também fará parte do grupo é Victorino. O zagueiro contratado no início do ano não entra em campo desde setembro de 2012 por conta de uma sequência de contusões e, nos primeiros meses do Palmeiras, teve que tratar de lesão na panturrilha direita. Mas já está à disposição de Gilson Kleina para estrear.

“Fizemos uma base para o Victorino. Ele já treinava com bola quando teve uma pequena lesão na panturrilha durante jogo-treino, mas voltou a treinar normalmente, com intensidade maior. Temos o máximo de cuidado para evitar uma nova lesão e ele faz um trabalho de reforço muscular antes ou depois dos treinos porque detectamos um desequilíbrio muscular. Mas vai conseguir jogar e ter uma sequência boa”, apostou Fabiano Xhá.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade