Futebol/Campeonato Gaúcho - ( - Atualizado )

Internacional goleia o Grêmio em Caxias e é tetracampeão gaúcho

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O Internacional é tetracampeão gaúcho. Neste domingo, o Colorado bateu o rival Grêmio numa goleada inesquecível pela decisão do título estadual. Depois de vencer na Arena, o Inter derrotou o seu rival no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, por 4 a 1. Os gols foram de D’Alessandro, Alex (dois) e Alan Patrick – Ernando, contra, descontou. Este é o 43º título estadual conquistado pelo time do técnico Abel Braga, que agora abre sete taças de vantagem para o seu histórico adversário.

Depois de bater o Grêmio por 2 a 1 na Arena, o Inter jogou esperando o rival no Centenário. Marcou bem, suportou a tentativa de pressão do adversário e marcou um gol num lance isolado, ampliando a vantagem na etapa inicial. O Tricolor se abriu no segundo tempo e, em 12 minutos, levou três gols, sofrendo uma goleada no Centenário. O time de Enderson Moreira ainda conseguiu descontar, mas não escapou dos gritos de “olé” da torcida colorada.

Campeão gaúcho, o Colorado estreia no Brasileiro sábado que vem, diante do Vitória, no Beira-Rio. O Grêmio também terá a semana de desfalque e começa no principal campeonato do país no domingo, em Curitiba, contra o Atlético-PR.

Alexandre Lops/Divulgação/Internacional
Comandados de Abel Braga fizeram a festa depois da conquista do tetracampeonato com goleada no Gre-Nal
O jogo – Precisando de ao menos dois gols para chegar ao título, o Grêmio propôs as ações do primeiro tempo, mas encontrou um Inter bem postado e de marcação eficiente. Logo a um minuto, Wendell cruzou da esquerda para Alán Ruiz, que ajeitou para o chute para fora de Pará. Aos 23, Wendell carimbou a zaga em chute após falta batido por Ruiz, e o próprio argentino pegou o rebote, mandando por cima do gol.

O Colorado, que não havia ainda ameaçado o gol gremista, ampliou sua vantagem no confronto aos 26: Dida cobrou tiro de meta buscando Rafael Moura. Werley afastou mal a bola na área, o He-Man protegeu e ajeitou para a chegada de D’Alessandro, que chutou de direita e venceu Marcelo Grohe. Foi o sétimo gol do capitão do Inter em Gre-Nais desde 2008.

O Grêmio quase empatou sete minutos depois, quando Barcos recebeu de frente para o gol e chutou para defesa de Dida. Aos 43, D’Alessandro cruzou, Rafael Moura se antecipou a Werley e tocou, mas a bola saiu raspando a trave. Na jogada seguinte, Paulão brecou conclusão que estava à feição para Barcos empatar.

Divulgação/Facebook
D'Alessandro inaugurou o placar no Estádio Centenário e, no final, deu lugar ao polivalente Jorge Henrique
No segundo tempo o Grêmio entrou com Maxi Rodríguez no lugar de Edinho, para tentar o empate. Mas foi do Inter a primeira chance: aos dois minutos, Alan Patrick bateu de fora da área e Marcelo Grohe deu tapinha para escanteio. Aos quatro, o segundo: Alan Patrick chutou, a bola desviou na zaga e Alex só tocou sozinho para ampliar.

Com o 2 a 0, o Inter passou a jogar fácil e o Grêmio se perdeu de vez. Depois de uma longa troca de passes com direito a “olé”, D’Alessandro bateu falta defendida por Marcelo Grohe. A seguir, Dudu cometeu pênalti sobre D’Ale. Alan Patrick bateu e fez o terceiro. Aos 12, após rápida tabela do ataque colorado, Alex entrou livre e marcou um golaço, ampliando para 4 a 0. Enderson Moreira, então, recompôs a zaga gremista, colocando Léo Gago no lugar de Alán Ruiz.

Sem chances de título, o Grêmio passou a jogar apenas para diminuir o fiasco. Aos 21, Dudu deu linda janelinha em Alex e chutou, a bola bateu em Ernando e entrou: 4 a 1. A partir daí houve pouco jogo e muitas confusões. Pará e Willians trocaram empurrões aos 35 e foram expulsos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade