Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Irritado com questões extracampo, Argel diz: "Nos deixem jogar a Série B"

São Paulo (SP)

O empate por 1 a 1 diante do Santa Cruz, na primeira partida disputada pela Portuguesa em seus domínios na Série B, refletiu diretamente nos ânimos do técnico rubro-verde Argel Fucks. Descontente com a igualdade, o comandante da Lusa revelou não aguentar mais os comentários sobre as questões extracampo.

“Não aguento mais escutar essas conversas se disputaremos as Séries A, B ou C. Espero que daqui pra frente possamos trabalhar com mais tranquilidade. O plantel precisa dessa atmosfera positiva. Vivemos de jogo, do que acontece dentro das quatro linhas. O que vem de fora não nos cabe”, disparou.

Adiante, o treinador rejeitou a postura do STJD em tentar retirar a Portuguesa na competição e se defendeu sobre as acusações de que teria tirado a equipe de campo: “Fomos até Joinville para jogar, mas somos funcionários do clube e temos que cumprir a ordem do presidente. E outra, foi o delegado que parou o jogo. Ele que entrou com a liminar. Se ele não aparecesse, a partida jamais teria se encerrado. Eu queria jogar e estávamos bem, seguros em campo”, discorreu.

Por fim, após se irritar com o barulho na sala de imprensa, que falaram alto durante suas respostas, Argel foi enfático ao tratar sobre o dia a dia de trabalho: “Treinamos exaustivamente e somos sérios e honestos. Quando assinei o contrato, não perguntei a ninguém qual divisão jogaríamos. Minha missão é colocar a Portuguesa no lugar em que merece. Nos deixem jogar a Série B. Hoje demos um importante passo, mas ainda é muito pouco e precisamos de calma”, refletiu.

O próximo compromisso da Lusa será nesta terça-feira, às 21h50 (de Brasília), diante do Bragantino. O palco do compromisso é o estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista-SP.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade