Futebol/Libertadores da América - ( - Atualizado )

Jô pede concentração e força extra para Galo avançar na Libertadores

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O Atlético-MG não tem conseguido jogar bem nesta temporada, e nem mesmo a troca de comando parece ter resolvido o problema da equipe. Na quinta-feira, o Galo vai enfrentar os colombianos do Atlético Nacional, e precisa vencer para seguir sonhando com o bicampeonato da Libertadores. O avante Jô quer o time concentrado para não deixar a classificação escapar.

“Agora temos que erguer a cabeça, porque o Campeonato Brasileiro é longo e dá tempo de recuperar. Vamos concentrar mais, porque a gente sabe que temos uma batalha na quinta-feira. Será o jogo do ano, porque passando a gente sabe o tanto que a gente cresce na competição”, declarou.

Como perdeu a partida de ida por 1 a 0, em Medellín, os alvinegros precisam ganhar por dois gols de diferença. Se devolver o placar do primeiro jogo, a decisão da vaga será na disputa de pênaltis. A falta de gols tem sido um dos problemas do Galo, situação que Jô quer resolver na quinta-feira, mesmo sabendo que a missão é complicada.

“Fazer gols é complicado, mas acho que temos que buscar forças onde não tem, fazer coisas que a gente não vem fazendo. Correr mais, se esforçar mais, são coisas que a gente tem que colocar na cabeça. Com o apoio da torcida, dentro do nosso estádio, que a gente é forte, tenho certeza que vamos conseguir a classificação”, comentou.

Divulgação/Bruno Cantini/Atlético-MG
O centroavante Jô quer o Atlético-MG concentrado para não deixar a classificação escapar no Independência

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade