Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Jogadores do Santos criticam a fórmula de disputa do Paulista

Vítor Dalseno e Helder Júnior São Paulo (SP)

A repercussão da perda do título estadual para o Ituano continuou nesta segunda-feira entre os jogadores do Santos. Durante a festa de premiação do Campeonato Paulista, os atletas reforçaram as reclamações do técnico Oswaldo de Oliveira sobre a fórmula de disputa da competição.

“Não é justa. Não pela perda do título, porque desde quando passaram o regulamento para a gente, soubemos que o time de melhor campanha não jogaria por dois resultados iguais. No Rio de Janeiro, em Santa Catarina, em Minas e no Paraná foi assim. Só em São Paulo que não. O time de melhor campanha tem que ser beneficiado de alguma forma”, disse o atacante Thiago Ribeiro.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Apesar das críticas ao regulamento, Oswaldo de Oliveira cumprimentou Juninho Paulista, gestor do Ituano
O Santos terminou a primeira fase com a maior pontuação geral, e teria se sagrado campeão paulista caso o regulamento garantisse à melhor equipe o direito de jogar por dois resultados iguais.

“Nosso time lutou, fez a melhor campanha para que tivesse vantagem na final. Acabou que não tivemos vantagem nenhuma. Nem jogamos em casa nem tivemos o direito dos empates, como aconteceu em outros campeonatos. Todos os times que fizeram a melhor campanha jogaram por um resultado no final. Aqui, não”, disse o lateral direito Cicinho, que fez questão de parabenizar o Ituano pela conquista do título.

O presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo Del Nero, ressaltou, durante o seu discurso, que o regulamento foi discutido antes do campeonato. “Quero lembrar que tudo o que fizemos foi aprovado por unanimidade”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade