Futebol/Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

Jorge Wagner viaja, e Bolatti pode virar baixa para jogo decisivo

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

O técnico do Botafogo, Eduardo Húngaro, comandou um treino na manhã desta segunda-feira que marcou a última atividade do elenco no Brasil antes da viagem para a Argentina, onde nesta quarta-feira o Alvinegro enfrenta o San Lorenzo, às 22 horas (de Brasília), no Estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires, pela última rodada do Grupo 2 da Copa Libertadores. O Glorioso não pode pensar na possibilidade de ser derrotado, já que estaria, dessa maneira, eliminado e mergulhado em uma profunda crise.

Durante a atividade, Eduardo Húngaro recebeu uma boa e uma má notícia. A informação ruim, inclusive, veio antes do treino, quando ele foi informado que o volante argentino Mario Bolatti, ainda reclamando de dores no joelho esquerdo, não teria condições de treinar, iria se submeter a exames mais detalhados e não teria condições de viajar com a delegação. Caso ele apresente alguma melhora - o que é pouco provável -, viajará em separado do grupo nesta terça-feira.

Porém, o dia não foi apenas de notícias ruins. Eduardo Húngaro recebeu do próprio meia Jorge Wagner a informação de que o jogador teria condições de participar do duelo contra os argentinos. O apoiador era dúvida para a viagem já que sua esposa, Kaline, está hospitalizada após o nascimento de Marina, terceira filha do casal. Porém, o atleta foi informado que a esposa está fora de risco e que ficará internada nos próximos dias apenas em observação.

Divulgação/Botafogo F. R.
O meia Jorge Wagner, que era dúvida por problemas pessoais, confirmou presença no jogo diante do San Lorenzo

Com Jorge Wagner, mas sem Bolatti, Eduardo Húngaro desistiu de armar o time com três volantes, já que também não pode contar com Marcelo Mattos, que vai cumprir suspensão por conta do terceiro cartão amarelo recebido na derrota de 1 a 0 para a Unión Española, do Chile, semana passada, no Maracanã. Assim, a dupla de volantes será composta por Gabriel, que cumpriu suspensão diante dos chilenos, e Aírton, que é muito hostilizado pelos jogadores e considerado um atleta muito violento.

Ainda em relação ao time, Eduardo Húngaro confirmou que o lateral direito Lucas segue como titular, já que Edilson vai cumprir mais um jogo de suspensão imposta pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) por conta de sua expulsão na derrota de 2 a 1 para o Independiente del Valle, no Equador. Já o atacante argentino Tanque Ferreyra volta de suspensão e assume o posto de Henrique, sempre questionado.

Sendo assim, o Botafogo deverá ir a campo nesta quarta-feira com a seguinte escalação: Jéfferson, Lucas, Dória, Bolívar e Julio Cesar; Aílton, Gabriel, Jorge Wagner e Lodeiro; Wallyson e Tanque Ferreyra. Logo após o treino os jogadores embarcaram para a Argentina. Nesta terça-feira eles fazem um treino de reconhecimento do gramado do Estádio Nuevo Gasómetro.

Na segunda posição do Grupo 2, o Botafogo precisa de uma vitória para garantir a classificação para as oitavas de final. Se empatar, avança se o Independiente del Valle, no Chile, não bater a Unión Española por mais de um gol de diferença. Em caso de derrota o time brasileiro estará fora da Copa Libertadores.

Fora de campo

A diretoria do Botafogo espera anunciar nas próximas horas a contratação do atacante Emerson Sheik, que está sem ser aproveitado no Corinthians e deseja morar no Rio de Janeiro. O clube acertou detalhes da transação com o Timão, o que foi facilitado pelo bom relacionamento entre as duas diretorias. Resta apenas pequenos detalhes envolvendo a negociação com o próprio atleta. Com o acerto com Emerson encaminhado o clube pode desistir de contratar o veterano Fabrício Carvalho, de 36 anos, que se destacou pela Cabofriense no Campeonato Carioca.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Sem clima para ficar no Corinthians, o atacante Emerson Sheik deve ser anunciado no Botafogo nos próximos dias

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade