Futebol/Copa Libertadores - ( )

Koff garante Enderson no cargo e promete Grêmio forte em Buenos Aires

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Dado o momento de instabilidade que paira sobre o Grêmio, o presidente Fábio Koff, diferentemente do habitual, foi até a sala de conferências do Estádio Olímpico e concedeu uma entrevista coletiva após o treino desta segunda-feira. O mandatário tricolor garantiu confiar no trabalho de Enderson Moreira à frente da equipe e espera um time forte na quarta-feira, quando os gaúchos visitaram o San Lorenzo, pelas oitavas de final da Libertadores.

“Em nenhum momento foi cogitado o afastamento do treinador. O trabalho dele não é contestado. Eu acompanho os trabalhos de uma posição privilegiada e em nenhum momento houve dúvidas quanto à capacidade do nosso técnico”, sublinhou Koff. “O trabalho de qualquer treinador está em permanente análise, mas não podemos avaliar a comissão técnica apenas por este jogo”, completou o presidente, referindo-se à derrota para o Atlético-PR, na estreia do Brasileiro, uma semana após a derrota por 4 a 1 no Gre-Nal decisivo do Gauchão.

Koff admitiu que não gostou do estado anímico da equipe em Florianópolis, mas disse ter conversado com Enderson após o jogo e aceitado suas explicações sobre o resultado. O presidente gremista espera que a reação venha nesta quarta, pela Libertadores, onde a equipe fez a segunda melhor campanha da fase de grupos mesmo que sua chave fosse a mais difícil da competição.

“O torcedor tem que acreditar na força e na história da camiseta do Grêmio. Nós estamos nas oitavas de final da Libertadores, sofremos apenas um gol em seis jogos e não tivemos nenhuma derrota. O Grêmio vai enfrentar o San Lorenzo com este mesmo espírito. Priorizamos a Libertadores este ano, e a campanha até aqui nos satisfaz”, analisou.

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Fábio Koff garantiu o cargo de Enderson Moreira na coletiva desta segunda-feira

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade