Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Léo Moura se defende e revela que árbitro pediu desculpas após expulsão

Rio de Janeiro (RJ)

O futebol mostrado pelo Flamengo no último domingo foi inferior ao do Corinthians, e uma das causas deste cenário foi a expulsão de Leo Moura ainda no primeiro tempo dificultou as pretensões rubro-negras na partida. Defendendo-se, o lateral argumenta que Leandro Pedro Vuaden exagerou ao lhe mostrar cartão vermelho. Segundo ele, o árbitro pediu desculpas depois de rever a jogada.

“Foi muito (exagero). Tanto é que o árbitro depois pediu desculpas ao Felipe, viu que tinha errado”, afirma o lateral flamenguista. “Um erro desses me prejudica e prejudica o Flamengo. Ele pediu que o Felipe mandasse desculpas para mim, que viu (o lance) lá e tinha tido um pouquinho de injustiça”, conta.

O Corinthians já vencia o duelo por 1 a 0 quando Leo Moura foi expulso e inclusive subiu de produção no segundo tempo, quando atuou com um homem a menos. Mas a falta do lateral foi sentida nos minutos finais, quando o Flamengo vivia bom momento, mas acabou tomando o segundo gol em jogada armada pelo adversário no lado direito de sua defesa.

Alexandre Vidal/Fla Imagem
Jogador deu carrinho em Petros na lateral do campo e acabou expulso de forma direta
O tropeço no Pacaembu é quinto consecutivo do Rubro-Negro, que não vence desde o último dia 02, quando bateu o Emelec pela Libertadores. Como o time já foi eliminado da competição continental e começou cambaleante no Brasileirão, Leo Moura cobra melhor desempenho nas próximas rodadas. Fator positivo para o futuro próximo do Mengão são os três compromissos no Rio de Janeiro, contra Palmeiras, Fluminense e São Paulo.

“Nesses três jogos no Rio, temos que vencer para pontuar melhor no campeonato”, afirma o lateral, que é desfalque no próximo domingo contra o Verdão e não poderá ajudar os companheiros a tentar conquistar a primeira vitória no Campeonato Brasileiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade