Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Luis Felipe perde do Verdão na Justiça e volta a treinar com Kleina

William Correia São Paulo (SP)

Em busca de um lateral direito, o Palmeiras tem a partir desta terça-feira um reforço interno na posição. Foi homologado na Justiça o novo contrato de Luis Felipe válido até o final deste ano e, com o fim do imbróglio, o jogador voltou a treinar com o elenco principal comandado por Gilson Kleina nesta tarde.

O atleta de 23 anos, que não joga desde novembro por conta do problema extracampo, completou o treinamento de segunda-feira envolvendo jogadores que não foram relacionados para a viagem a Criciúma e, na tarde desta terça-feira, já participou normalmente das atividades físicas com os colegas na Academia de Futebol.

Como já está registrado na Federação Paulista de Futebol (FPF) e na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) como jogador do Palmeiras, Luis Felipe tem condições jurídicas de entrar em campo contra o Fluminense, no sábado, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, no Pacaembu. Os protestos que ouviu de torcedores, porém, foram usados como argumento para afastá-lo no fim da Série B.

O problema envolvendo Luis Felipe surgiu no ano passado. O lateral aceitou a renovação de seu contrato anterior, que acabaria neste mês, com salário passando de R$ 20 mil para R$ 25 mil. Mas o documento tinha um erro de digitação que colocava o fim do vínculo para dezembro de 2013, invalidando a renovação.

Ao tentar corrigir o caso, a diretoria ouviu de Luis Felipe e de seus empresários que só acertaram a renovação por salário quatro vezes maior. Na época, surgiram rumores de que ele teria sido oferecido ao São Paulo enquanto citava uma oferta do Benfica. Os dirigentes do Verdão, então, decidiram registrar o acordo assinado até dezembro de 2014, alegando que alguns papeis tinham a data certa.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Lateral direito viu a Justiça homologar a validade do contrato com o Palmeiras até dezembro e fica à disposição
Desde janeiro, Luis Felipe não treina com o elenco principal, trabalhando ao lado de jogadores que não estão nos planos de Gilson Kleina, como o goleiro Deola e o zagueiro Marcos Vinicius. Na semana passada, o lateral se queixou que a diretoria não aceitava as propostas que chegavam. Agora, terá que treinar normalmente e, em julho, já pode assinar pré-contrato para sair de graça ao fim do ano.

A posição de Luis Felipe é a maior carência do elenco. Volante de origem, Wendel é o titular absoluto e está sem reserva porque Bruno Oliveira, de 20 anos, já sofreu duas contusões na temporada mesmo pouco sendo relacionado. O paraguaio Moreira, do Libertad, ainda é um sonho, mas falta acerto com o clube de Assunção.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade