Futebol - ( )

Mancini aposta em Emerson e espera que ele não se torne um problema

São Paulo (SP)

O primeiro jogo de Vagner Mancini à frente do Botafogo já o fez depositar maiores esperanças em Emerson. Na derrota por 3 a 0 para o São Paulo, no último domingo, o treinador sentiu falta – entre muitas outras coisas – de um jogador com as características do atacante de 35 anos.

“Ele ainda tem, mesmo com essa idade, força e velocidade, algo que está faltando à gente hoje. Falo isso baseado no que vi na partida que fizemos, percebi que faltou um pouco isso”, afirmou o técnico, em entrevista ao programa Mesa Redonda, da TV Gazeta.

O Sheik chegou ao Botafogo na última semana, emprestado pelo Corinthians até o final do ano. Após mais de uma semana sem treinar por causa da negociação, ele não se apresentou na melhor forma e ainda precisa minar as preocupações de que causará problemas fora de campo.

“Eu espero sinceramente que ele seja uma solução. Ninguém ter quer ter que olhar para mais um problema”, disse Mancini, já cheio deles. “O Emerson é um atleta que foi vencedor em quase tudo nos últimos cinco anos. Tem muito a acrescentar, mas é óbvio que tem que estar em forma, no seu melhor momento.”

Divulgação
Emerson precisa entrar em forma para contribuir como espera Mancini (foto: Vitor Silva/SSPress - 18/4/14)
Um dos temores, além dos habituais atrasos e do jeito polêmico, é o dinheiro. O reforço sabe que receberá em dia, pois seu pagamento continuará sendo feito pelo Corinthians – cabe ao Botafogo ressarcir metade do valor ao clube paulista. Os demais atletas seguem sujeitos às enormes dificuldades financeiras da agremiação de General Severiano.

“Essa parte depende de cada cabeça. Alguns atletas lidam melhor com esse tipo de coisa. Pelo que vi, o Botafogo tem jogadores de boa cabeça. Espero ter o grupo nas mãos, que todos entendam o momento do clube, um clube de muita camisa e muita tradição.”

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade