Futebol - ( )

Mano aposta em crescimento de Petros e Ferrugem após adaptação

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Além de acertar o retorno do experimentado Elias, a diretoria do Corinthians apostou em dois jogadores menos estabelecidos no futebol. Ferrugem e Petros chegaram por empréstimo de um ano, e Mano Menezes aposta que eles têm boa condição de provar que podem permanecer.

Ferrugem é uma nova opção para a lateral direita. Adaptado à posição, o volante de origem brigará pela vaga com Fagner, que não vem apresentando um grande desempenho, especialmente na parte defensiva. Porte físico para cumprir o que se espera o atleta de 26 anos tem.

“Ele era do meio, como a maioria dos laterais no futebol brasileiro hoje, até pela dificuldade de se encontrar jogadores da posição. Você busca valências físicas quase extraordinárias, há a necessidade de ser quase um super-homem. Queremos que cheguem dez vezes ao fundo em cada tempo, marquem bem, façam assistências, ajudem na armação...”, afirmou Mano.

“O Ferrugem está dentro do que vem se fazendo nesse posição. Quase todos que saem do meio para a lateral precisam de um período de adaptação à linha de quatro. Ele preenche os requisitos e vem crescendo. É um jogador completo, tanto que ainda vinha sendo utilizado também no meio. Ele tem a possiblidade de crescer em um time maior, como aconteceu com o Cicinho no Santos e com o outro Cicinho no Palmeiras”, acrescentou o gaúcho.

Divulgação/Agência Corinthians
Petros já treina com os novos companheiros; Ferrugem ainda passa por exames médicos (foto: Daniel Augusto Jr.)
Já Petros tem uma característica mais incomum, segundo Mano. Valorizado pela boa campanha do Penapolense no Campeonato Paulista, o atleta de 24 anos chamou a atenção do treinador do Corinthians pela maneira como se comporta no meio de campo.

“É um terceiro jogador de meio. Joga entre o ponta de lança e os volantes, geralmente dá equilíbrio ao meio-campo. É difícil achar um jogador com essas características. Geralmente, é volante ou meia ofensivo. Ele fica entre esses dois, trouxemos justamente por isso”, disse o técnico.

“Ele vai crescer fisicamente, vai crescer no contato com os novos companheiros. Ele ajuda muito no controle do jogo, tem boa capacidade de decisão. Agora, precisa chegar e crescer. Por isso, apostamos em um empréstimo. Mas, pelo que se viu, tem grande chance de crescer”, finalizou Mano, estendendo a conclusão a Ferrugem.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade