Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Moacir Júnior aprova América-MG em jogo-treino contra o Villa Nova

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O América-MG encerrou sua primeira semana de intertemporada com jogo-treino contra o Villa Nova, neste sábado, no CT Lanna Drumond. O técnico Moacir Júnior separou a atividade em dois jogos distintos de 50 minutos cada. No primeiro, o treinador usou os jogadores considerados titulares e, depois, escalou apenas reservas e atletas da base que já estavam no grupo ou que estão voltando de empréstimos, casos dos meias Júnior Lemos e Ygor.

No primeiro treino, o resultado foi 0 a 0. O técnico gostou da motivação dos atletas e da marcação, mas disse que a parte ofensiva ainda não atingiu o nível que ele espera. “Fizemos dois jogos-treinos distintos. O primeiro foi um zero a zero com muita competitividade. Tivemos muita marcação e movimentação, mas pouca chegada. Vamos trabalhar isso de uma forma mais específica na próxima semana”, afirmou.

A segunda parte, de acordo com ele, serviu para observar outros atletas, dar ritmo àqueles que ainda estão em fase de readaptação ao grupo e voltando do departamento médico. O treinador destacou ainda que os jogadores sentiram o peso da semana intensa de preparação física. O Villa Nova, que se prepara para o jogo da volta contra o Bahia, em Salvador, pela Copa do Brasil, venceu por 2 a 1, de virada.

Divulgação/América Mineiro
Meio-campista Tchô disputa a bola com dois jogadores do Villa Nova durante jogo treino deste sábado
“É importante frisar que trabalhamos dois períodos durante toda a semana. Os jogadores comentaram que parecia que estavam jogando de calça jeans, porque as pernas estavam pesadas. Isso é normal, porque estamos nos preparando para uma primeira fase da Série B que será intensa” disse.

Sobre a formação para a estreia, Moacir Júnior disse que irá esperar pelo posicionamento do departamento médico em relação aos jogadores que estão em tratamento. “Vamos esperar o departamento médico se pronunciar sobre o Ricardinho, o Henrique e o Vitor Hugo. Com eles, teremos um grupo ainda mais encorpado para fazermos uma boa estreia no Rio de Janeiro”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade