Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Moreira crê em promessa e pode aparecer no Palmeiras após a Copa

São Paulo (SP)

A solução que o Palmeiras encontrou para a carência na lateral direita ainda é Jorge Moreira. O paraguaio, que não chegou em janeiro por falta de acerto financeiro com o Libertad e os empresários que detêm seus direitos econômicos, recebeu há dois meses a promessa de que será liberado depois da Copa do Mundo, e confia no que ouviu.

O contrato do jogador com o Libertad acaba no final do ano e, em julho, o atleta de 24 anos já estará livre para assinar pré-contrato e sair de graça para se apresentar a um novo clube em 2015. Moreira, no entanto, quer jogar no Verdão e ouviu dos dirigentes em fevereiro que não serão impostas dificuldades para sua liberação após o Mundial.

O Palmeiras já intensificou a nova procura pelo paraguaio, mas sem pressa de tê-lo antes da Copa do Mundo. A janela de transferências internacionais só reabrirá no Brasil a partir de 14 de julho e, por isso, o possível novo dono da camisa 2 não poderá entrar em campo antes.

AFP
Lateral direito paraguaio de 24 anos ainda é visto como solução para carência do Palmeiras no setor
Moreira já tem seus salários e um contrato de três anos acertados com o Verdão desde dezembro, quando o diretor executivo José Carlos Brunoro foi a Assunção para contratá-lo. Na época, o Libertad e os empresários que detêm os direitos econômicos do jogador pediam cerca de R$ 3,5 milhões para liberá-lo, valor que inviabilizou o negócio.

Agora, tanto os investidores quanto os dirigentes do clube paraguaio já se mostraram dispostos a facilitar a liberação de Moreira. O que pode ser um entrave nas conversas é que o Palmeiras, agora, deseja levá-lo sem custo. A aposta é no esforço do jogador para facilitar sua integração ao elenco de Gilson Kleina.

O técnico do Verdão pede um lateral direito desde o início do ano. Wendel, volante de origem, tem agradado como titular, mas não conta com reservas, já que Bruno Oliveira, de 20 anos, já teve duas lesões musculares só neste ano. A diretoria mostrou interesse em Daniel Borges, mas o jogador que estava no Botafogo de Ribeirão Preto acertou com a Ponte Preta.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade