Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

"Muito tempo parado" leva Pato a festejar ainda mais primeiro gol

Tossiro Neto São Paulo (SP)

A impossibilidade de atuar no Campeonato Paulista deixou Alexandre Pato muito tempo inativo no São Paulo. Foi esse o motivo, segundo ele, de ter comemorado de forma tão efusiva (com socos no ar) o seu primeiro gol pela equipe, na noite desta quarta-feira, diante do CSA.

"Tinha muito tempo que eu não jogava. Quando a bola bateu dentro da rede, imaginei todo o tempo parado, aquilo que passei", falou o atacante, que estufou a rede do golero Pantera aos 19 minutos do primeiro tempo, no Morumbi, abrindo o caminho para a confirmação da vaga na segunda fase da Copa do Brasil.

O primeiro dia de Pato no CT da Barra Funda foi 11 de fevereiro. O primeiro jogo (o de ida contra o CSA, em Maceió), em 12 de março. Na noite desta quarta-feira, ele fez somente sua segunda atuação, quase um mês depois da estreia. Intervalos longos demais para um jogador de futebol.

Apesar disso, o camisa 11 se comportou bem frente ao adversário de pouca expressão. Além de ter feito o primeiro gol – que dedicou ao meia Maicon, responsável pela ótima assistência –, ele cobrou a falta que originou o segundo, anotado por Luis Fabiano - o centroavante foi também quem fechou o triunfo por 3 a 0, no Morumbi.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Atacante comemorou de forma efusiva seu primeiro gol a camisa 11 tricolor, na noite desta quarta-feira
"Botei a bola na área, e ele é matador. Ele é muito forte em bola aérea. A gente treinou essa bola até três dias atrás. Na preleção, o professor confirmou que eu iria bater. O Pabon até me chamou, pediu para rolar a bola para ele. Mas, na hora, a gente decidiu que iria colocar na área", comentou, antes de prometer empenho na espera até 20 de abril, data em que o São Paulo enfrenta o Botafogo, no Morumbi, pelo Brasileiro.

"Venho trabalhando muito, me dedicando muito. Eu estava concentrado naquilo que vinha fazendo. Sei que tenho muita estrada ainda. Fiquei um mês sem jogar, depois joguei e parei de novo. Agora, vou ficar mais uns diazinhos esperando o Brasileiro. É esperar e trabalhar para que, no campo, dê resultado", concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade