Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Na Arena Amazônia, Vasco decepciona e empata sem gols com Resende

Gazeta Press Manaus (AM)

Vasco e Resende empataram sem gols, em partida disputada na noite desta quinta-feira, na Arena da Amazônia, em Manaus (AM), pelo confronto de ida da primeira fase da Copa do Brasil. O jogo serviu como evento-teste para o estádio que será utilizado durante a Copa do Mundo. Agora, as duas equipes voltam ase enfrentar no dia 16, em São Januário, e o Vasco vai precisar de uma vitória simples para prosseguir na competição. O time do Sul-fluminense se classifica com vitória ou se empatar, marcando gols. A repetição do placar da primeira partida vai levar a vaga para a decisão por pênaltis.

De olho na decisão do Campeonato Carioca, que começa domingo contra o Flamengo, o Vasco foi representado por uma equipe reserva. Mesmo assim, o time de São Januário fez boa exibição e só não conquistou a vitória por causa da excelente atuação do goleiro Mauro, do Resende, responsável por manter o placar em branco.

O jogo - Apoiado por uma torcida entusiasmada, o Vasco tentou partir para o ataque, desde o início, mas encontrou um adversário bem postado na defesa. Aos quatro minutos, Thales entrou pela direita e cruzou fechado, mas o goleiro Mauro defendeu. Logo depois, Bernardo fez a torcida vibrar ao dar um lençol em um jogador do Resende.

Aos nove minutos, o Resende criou a primeira jogada de perigo. Gabriel penetrou pela direita e cruzou fechado. A bola passou pelo goleiro Diogo Silva, mas Danilo chegou primeiro do que Clebson e evitou a conclusão do atacante. O lance animou a equipe do Sul-fluminense que voltou a incomodar aos 12 minutos em cobrança de falta de Marcel, bem defendida por Diogo Silva.

O time dirigido por Adilson Batista só voltou a incomodar a defesa do Resende, aos 14 minutos, em chute forte de Thales que passou perto da trave. Logo depois, Thales caiu na área e reclamou de um puxão na sua camisa, mas o árbitro nada marcou.

Divulgação/Vipcomm
O Vasco errou muitas finalizações e ficou apenas no empate sem gols  com o Resende (Crédito da foto: Clovis Miranda)
A equipe de São Januário seguia encontrando dificuldades para se organizar no ataque. O Resende formava um bloqueio na frente da sua área, dificultando as manobras do Vasco, apesar da movimentação de Bernardo e de Thales, os mais ativos do time cruz-maltino.

Aos 26 minutos, após cruzamento na área, Thales tentou uma bicicleta dentro da área, mas o árbitro invalidou o lance, marcando falta do atacante. Logo depois, a melhor chance do jogo.Dakson enfiou um passe preciso para Montoya que penetrou livre, mas chutou em cima do goleiro Mauro.

O Resende se mostrava intimidado em campo e se limitava a tentar bloquear as investidas do adversário. Muito isolado na frente, o atacante Clebson quase não participava do jogo. Só aos 37 minutos, Clebson foi acionado em cruzamento na área, mas cabeceou muito mal, mandando a bola por cima do travessão defendido por Diogo Silva.

No minuto seguinte, Bernardo cobrou falta do lado da área, mas o cruzamento foi fechado, sem dar chances aos atacantes que se projetavam na área. Aos 40 minutos, após boa jogada, Felipe Bastos lançou Thales na entrada da área. O atacante se ajeitou para chutar, mas Thiago Salles conseguiu desviar a bola para escanteio.

Aos 45 minutos, Aranda desarmou um adversário e tocou para Bernardo que arriscou, de longe, mas a bola passou longe do goleiro Mauro. No último lance da primeira etapa, O Resende criou uma grande chance para marcar. Bruno Gallo se livrou da marcação, entrou na área e chutou cruzado, com grande perigo para o gol defendido por Diogo Silva.

Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo. O Resende foi o primeiro a chegar na área adversária com um chute sem direção de Marcel. Logo depois, Rafael Vaz saiu jogando errado e Jomar teve que se virar para afastar o perigo.

Divulgação/Vipcomm
O ótimo público presente na Arena Amazônia se decepcionou com o resultado da partida (Crédito: Clovis Miranda)
O Vasco voltou a se organizar ofensivamente, a partir dos cinco minutos, com Montoya e Dakson se movimentando pelos lados do campo, tentando abrir espaços. Aos oito minutos, o Vasco teve uma boa chance em cobrança de falta, na entrada da área do Resende, mas Bernardo isolou a bola, para frustração da torcida.

O time de São Januário controlava a partida, mas seguia encontrando dificuldades para penetrar na defesa do Resende. Aos 11 minutos, após cruzamento na área, o zagueiro Thiago Sales se atrapalhou e quase marcou contra. O Vasco seguiu dominando e, aos 17 minutos, Montoya fez ótimo passe para Dakson que chutou cruzado, mas a bola saiu, com grande perigo para o goleiro Mauro.

Logo depois em nova enfiada de Montoya, Thales escorou para Dakson que chutou forte, mas Mauro desviou para escanteio, evitando o gol. O goleiro do Resende voltou a aparecer bem em chute forte de Bernardo que recebeu no bico direito da grande área e mandou a bomba. O Resende só apareceu no ataque, aos 22 minutos, em arrancada de Bruno Gallo que invadiu área, pela direita, mas foi bloqueado por Rafael Vaz.

Aos 33 minutos, o jovem Marquinhos, que tinha entrado no lugar de Dakson, arrancou pelo meio e foi derrubado. Na cobrança, Bernardo acertou a barreira. No rebote, o mesmo Bernardo chutou cruzado e a bola tirou tinta da trave esquerda de Mauro. O Vasco seguia pressionando em busca do primeiro gol e, aos 38 minutos, Yago penetrou pela direita e chutou cruzado, mas Mauro fez outra boa defesa, espalmando para escanteio.

Aos 40 minutos, o Resende teve uma chance incrível para marcar o primeiro gol. Bruno Gallo foi lançado nas costas da zaga, penetrou livre e chutou em cima de Diogo Silva que saiu bem e fechou o ângulo. O Vasco deu a resposta com Marquinhos que bateu forte, mas Mauro voltou a salvar o Resende. Na última oportunidade de gol da partida, o goleiro do Resende brilhou novamente, defendendo, de ombro, um chute violento de Bernardo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade