Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Na era dos pontos corridos, Santos venceu em apenas uma estreia

Ana Paula Canhedo, especial para a GEnet São Paulo (SP)

Até a partida do último domingo, o Santos estava com 100% de aproveitamento dentro da Vila Belmiro na temporada de 2014. Em 11 jogos pelo Campeonato Paulista, foram 11 vitórias alvinegras. Dessa maneira, a estreia diante do Sport, que terminou em empate em 1 a 1, pelo Campeonato Brasileiro, quebrou uma sequência positivíssima dos comandados de Oswaldo de Oliveira. No entanto, tropeço na estreia não é novidade para o Peixe. Desde o início da era de pontos corridos da maior competição nacional, três pontos na primeira partida foram somados em apenas uma oportunidade: 2005.

Campeão do Brasileiro em 2002, o Santos foi o último a vencer a disputa quando ainda havia quartas, semis e finais. De 2003 em diante, os campeões têm sido definidos nos pontos corridos. Sem levantar o caneco desde 2004, o Peixe encontra dificuldades para triunfar nas estreias do Brasileiro. Principalmente em jogos disputados no Caldeirão. Ao todo, são oito empates, três derrotas e apenas uma vitória.

Em 2003, mesmo ano em que acabou perdendo a taça da Libertadores da América para o Boca Juniors, o Santos recebeu o Paraná na Vila Belmiro e empatou em 2 a 2 a primeira partida. Em 2004, campeonato que acabaria por dar o título ao Glorioso no mês de dezembro, após uma vitória por 2 a 1 contra o Vasco, os Meninos da Vila jogaram no Pinheirão, novamente contra o Paraná e, dessa vez, perderam por 3 a 2.

Marcelo Ferrelli/Gazeta Press
Deivid foi importante na campanha de 2004
No ano seguinte, 2005, embalados pela conquista do título Brasileiro da temporada passada, o Santos estreou no Anacleto Campanella e goleou o Paysandu por 4 a 1. Chuva de gols que não se repetiu em 2006, no debute diante do Goiás, fora de casa, no Serra Dourada, em um empate sem gols. Nesta mesma temporada, o Peixe havia levantado a taça do Campeonato Paulista, vencendo o São Paulo na final. Os alvinegros estavam há 21 anos sem conquistar o Estadual.

Nas temporadas seguintes, 2007 e 08, duas tragédias na estreia. Primeiro, uma derrota por 4 a 1 diante do Sport, na Ilha do Retiro. Depois, revés por 3 a 1 frente ao Flamengo, no Maracanã. Daí em diante, empates em todas as primeiras rodadas seguintes do Brasileirão.

No Olímpico, 1 a 1, com o Grêmio. Em 2010, 3 a 3 com o Botafogo, dessa vez no Engenhão. No ano seguinte, na Vila Belmiro, 1 a 1 com o Internacional. No Pituaçu, em 2012, nada de gols santistas e nem gols do Bahia.

Ivan Storti/Santos FC
Gabriel marcou na estreia do Peixe em 2014
Em 2013, um jogo mais do que especial: a despedida do craque Neymar, que deixou o Santos para vestir a camisa do Barcelona. Jogo que marcou a reabertura do Estádio Nacional Mané Garrincha. Mais uma vez, 0 a 0, agora contra o Flamengo.

De 2003 até 2014, mesmo com as decepções na estreia em edições do Campeonato Brasileiro, o Santos conquistou nove títulos. Cinco vezes campeão do Paulistão (2006, 07, 10, 11 e 12), campeão da Copa do Brasil (2010), campeão da Libertadores da América (2011) e campeão do Brasileirão (2004). Além de um vice-campeonato no Mundial de Clubes de 2011.

Após perder o título do Campeonato Paulista de 2014 para o Ituano, com os dois jogos da final disputados no Estádio do Pacaembu, o Santos estreou no Brasileirão diante do Sport, na Vila Belmiro e empatou por 1 a 1. Após belo chute de Geuvânio, Gabriel cabeceou e mandou a bola para o fundo das redes. 

Marcelo Ferrelli/Gazeta Press
Em 2004, com Robinho e Diego no elenco, Santos conquistou a taça do Campeonato Brasileiro, mesmo com uma derrota na estreia da competição

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade