Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Ofuscado pela Copa, Campeonato Brasileiro começa neste sábado

São Paulo (SP)

Encerrados os principais campeonatos estaduais do país, as atenções se voltarão para o Campeonato Brasileiro a partir deste fim de semana, quando terá início a 58ª edição da competição. Inseridos na fórmula de disputa por pontos corridos, estabelecida em 2003, os 20 clubes da Série A começarão a briga pelo título neste sábado.

Em suas primeiras rodadas, o Brasileirão conviverá com a ansiedade pela abertura da Copa do Mundo. Por causa do Mundial, serão disputadas apenas nove rodadas até o primeiro fim de semana de junho, quando o Nacional será paralisado. A 10ª rodada será realizada mais de um mês depois, a partir do dia 16 de julho.

O atual campeão, Cruzeiro, entra na disputa com o objetivo de alcançar uma façanha histórica: nunca um time de Minas Gerais conseguiu conquistar o título em dois anos consecutivos.

Promovidos à primeira divisão, Palmeiras, Figueirense e Sport voltam a figurar na elite do futebol nacional em 2014. Vice-campeão da Série B do ano passado, a Chapecoense disputará pela primeira vez em sua história a Série A.

Ameaçado pela Justiça, o início do campeonato promete ser marcado por liminares e tentativas de paralisar a competição. Rebaixada após julgamento do STJD que lhe tirou quatro pontos pela escalação irregular do meia Héverton, a Portuguesa ainda luta para jogar na elite. Quinto colocado da Série B do ano passado, o Icasa faz o mesmo, sob a alegação de que o Figueirense – que ficou em quarto – escalou um jogador que não estava com a documentação regular.

Arte GE.Net
"Esvaziado" por Copa do Mundo e Libertadores, Campeonato Brasileiro será paralisado após a nona rodada
Corinthians

Comandado por Mano Menezes desde o início do ano, o Corinthians ainda tenta superar a saída de Tite e reconstruir o caminho das vitórias. Eliminada logo na primeira fase do Campeonato Paulista, a equipe tem como trunfo o fato de estar apeans treinando há quase um mês.

Ao menos cinco dos principais jogadores que compuseram o time no Brasileirão do ano passado já não estão mais no clube de Parque São Jorge: o zagueiro Paulo André, o lateral direito Alessandro, o meia Douglas e os atacantes Pato e Emerson. As principais novidades são o volante Elias e o meia Jadson.

Campeão pela última vez em 2011, o Corinthians teve desempenho modesto no ano passado, quando somou 50 pontos e terminou na 10ª colocação.

“O Campeonato Brasileiro é muito disputado, todas as equipes têm um elenco bom. Será uma competição difícil, sabemos disso. Mas o Corinthians tem investido nos jogadores, e tem um elenco com qualidade. Pretendemos começar com o pé direito. Uma vitória sobre o Atlético-MG será muito importante para dar confiança, para que a gente possa começar bem”, disse o meia Jadson.

Palmeiras

De volta à elite após conquistar a Série B, o Palmeiras buscará o título para coroar os 100 anos de sua história, que serão comemorados no dia 26 de agosto. Dos quatro grandes paulistas, o Verdão é o que está há mais tempo sem levantar o troféu da principal competição nacional: 20 anos.

Gestor da equipe que conquistou o título em 1994, sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo, o atual diretor executivo de futebol, José Carlos Brunoro, foi um dos responsáveis por montar o elenco que tentará reposicionar o Palmeiras no topo.

Reforçado principalmente pelo pentacampeão Lúcio e o meia Bruno César, o time comandado por Gilson Kleina manteve a base que conquistou o acesso à primeira divisão nacional.

“A perspectiva do Palmeiras é boa. Tivemos duas semanas para trabalhar e recuperar quem deveria ser recuperado. Temos que começar bem o Brasileiro, que será dividido em duas etapas por causa da Copa do Mundo. É importante largar bem para ter tranquilidade depois”, afirmou o goleiro Fernando Prass.

Arte GE.Net
Os clubes paulistas se reforçaram principalmente com jogadores que disputaram o último Campeonato Brasileiro
Santos

Finalista do Campeonato Paulista nos últimos seis anos, o Santos não tem conseguido manter, ao longo do Campeonato Brasileiro, o fôlego do início da temporada. A última conquista da equipe da Vila Belmiro aconteceu há 10 anos, quando Vanderlei Luxemburgo era o treinador.

Vice-campeões estaduais, os jogadores do Peixe garantem que a perda do título paulista para o Ituano, nos pênaltis, não atrapalhará o time na sequência da temporada.

“Acredito que sempre que existe uma derrota, você procura absorver as coisas para aprender. Como o título (paulista) não veio, nossa equipe ficará mais madura e experiente para entrar no Campeonato Brasileiro com condições de lutar pelo título”, disse o atacante Thiago Ribeiro.

Em relação à equipe do ano passado, que terminou o Brasileiro com a melhor campanha entre os paulistas – na 7ª colocação -, as mudanças foram poucas. No time titular, Neto e David Braz ganharam a condição de titular porque Edu Dracena e Gustavo Henrique se lesionaram gravemente. Contratação mais cara da história do Santos, o centroavante Leandro Damião é a principal novidade.

São Paulo

Seriamente ameaçado de rebaixamento no campeonato do ano passado, o São Paulo foi salvo pelo técnico Muricy Ramalho, o responsável por conduzir o Tricolor à conquista de seu último título nacional: o tricampeonato brasileiro, em 2008. Mantido no cargo, Muricy terá a oportunidade de comandar a equipe desde o início da competição.

Esta será a última vez que um grande ídolo da torcida tricolor, Rogério Ceni, disputará o Campeonato Brasileiro. Titular nas conquistas de 2006, 2007 e 2008, o goleiro anunciou que se aposentará no final do ano.

Reforçado pelo uruguaio Alvaro Pereira, o volante Souza o colombiano Pabon e o ex-corintiano Alexandre Pato, o São Paulo entra na competição disposto a certificar a fama de Muricy Ramalho na Era dos pontos corridos. Além do tricampeonato com o Tricolor, o treinador foi campeão pelo Fluminense, em 2010.

“Tenho certeza de que nós vamos fazer um campeonato muito bom. Temos um supercampeão, todos sabem como ele (Muricy Ramalho) é. Ele cobra muito dos jogadores. Conhece muito bem o campeonato, muito mais do que nós”, disse o atacante Alexandre Pato.

Cariocas

Após o fracasso em seu retorno à Copa Libertadores, o Botafogo passou por mudanças para tentar repetir a campanha de sucesso no Campeonato Brasileiro do ano passado, quando, sob o comando de Oswaldo de Oliveira, terminou a competição na quarta colocação. Eduardo Hungaro deu lugar a Vágner Mancini, e Emerson Sheik, tricampeão brasileiro (2009, 2010 e 2011), foi contratado por empréstimo.

Também eliminado logo na primeira fase da Libertadores, o Flamengo deixou a disputa do Brasileiro em segundo plano no ano passado, quando priorizou a Copa do Brasil. Novamente comandado por Jayme de Almeida, o Rubro-Negro se reforçou com os experientes Elano e Alecsandro e um dos destaques do Nacional de 2013: o meia-atacante Everton, ex-Atlético-PR.

Rebaixado dentro de campo, o Fluminense permaneceu na Série A por causa da punição imposta à Portuguesa. Preocupada em não repetir o desempenho do ano passado, a diretoria tricolor demitiu Renato Gaúcho após a eliminação no Campeonato Carioca e contratou Cristóvão Borges. O argentino Darío Conca, ídolo da torcida, e o ex-gordinho Walter, destaque do Goiás no ano passado, são as principais novidades.

Arte GE.Net
Botafogo e Flamengo tentam se recuperar da eliminação traumática na Libertadores; Flu não quer repetir campanha vexatória do ano passado
Gaúchos

Vice-campeão em 2013, o Grêmio não concentrará sua atenção nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro. Classificado às oitavas de final da Libertadores, o time treinado por Enderson Moreira deve priorizar a competição sul-americana, que conquistou pela última vez há quase 20 anos. Para voltar a ser campeão brasileiro – o que não acontece desde 1996 -, os gremistas mantiveram a base do ano passado e se reforçaram com o experiente Edinho e os jovens Dudu e Luan – o último, prata da casa.

Motivado pela conquista do título gaúcho sobre o arquirrival, o Internacional confia no currículo vencedor de Abel Braga para brigar pelo título brasileiro. Campeão da Libertadores e do Mundial pelo Colorado, o treinador retornou ao Beira-Rio disposto a atender as expectativas que cercam a equipe em todo início de ano. Reformulado, o elenco reforçado por Dida e Wellington Paulista ainda tem o argentino D’Alessandro como referência.

Arte GE.Net
Enquanto o Internacional aposta na experiência de Dida, Grêmio deposita as fichas na juventude de Luan
Mineiros

Outro remanescente brasileiro na Libertadores, o Atlético-MG tenta renovar o título sul-americano para tentar voltar ao Mundial. A exemplo do que ocorreu no ano passado, quando foi apenas o oitavo colocado no Campeonato Brasileiro, o Galo deve concentrar seus esforços na competição internacional à medida que for avançando. Sem grandes novidades, a principal contratação do Galo foi o zagueiro argentino Otamendi, que estará disponível apenas nas primeiras rodadas do Nacional, pois seu contrato termina na metade do ano.

Detentor do título nacional, o Cruzeiro também começará a disputa do Brasileirão focado na Libertadores. Campeão com larga vantagem em 2013 – 11 pontos sobre o segundo colocado -, o time celeste manteve a vitoriosa base comandada por Marcelo Oliveira e ainda trouxe reforços. O lateral esquerdo paraguaio Samudio, os meio-campistas Willian Farias e Marlone e o centroavante Marcelo Moreno foram contratados.

Arte GE.Net
Ainda com a cabeça na Libertadores, os mineiros apostaram na manutenção de suas bases vencedoras
Confira os jogos da 1ª rodada do Campeonato Brasileiro (pelo horário de Brasília):

Sábado
18h30 - Fluminense x Figueirense
18:30 Internacional x Vitória
21 horas - Chapecoense x Coritiba

Domingo
16 horas - Atlético-MG x Corinthians
16 horas - Atletico-PR x Grêmio
16 horas - São Paulo x Botafogo-RJ
16 horas - Bahia x Cruzeiro
18h30 - Santos x Sport
18h30 - Flamengo x Goiás
18h30 – Criciuma x Palmeiras

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade