Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Oswaldo garante que retorno de Damião não afetará Gabriel

Santos (SP)

O Santos poderá contar com o retorno de Leandro Damião e Cícero à equipe titular na estreia do Campeonato Brasileiro, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), na Vila Belmiro, diante do Sport. A volta do camisa 9, segundo o técnico Oswaldo de Oliveira, não tirará o garoto Gabriel dos 11 iniciais. Para o comandante, os dois podem muito bem atuar juntos sem comprometer o rendimento individual de cada um e prejudicar o alvinegro na parte ofensiva.

“Vou acompanhar a condição física do Damião, Cícero, Arouca e Thiago Ribeiro, mas acredito que os quatro estarão em campo na estreia. Gabriel ainda não vai voltar para o banco não. Estou recebendo informações do adversário, ainda estou organizando e pensando o que vou fazer para o jogo”, disse.

O treinador quer esquecer a derrota na final do Campeonato Paulista, diante do Ituano, e focar em melhorar o rendimento do time na competição nacional em relação à temporada passada, quanto o Peixe terminou na sétima colocação.

“A cada dia que passa, nos afastamos mais do que aconteceu. Pronto ainda não estamos, temos sempre reparos à fazer. Desde o início do Estadual conquistamos muita coisa boa, sabíamos do regulamento. Sobre o Brasileirão, em 2002 ninguém acreditava no Santos, porque era composto soo por garotos, mas foi campeão”, analisou.

Oswaldo de Oliveira não quis apontar apenas um favorito a levantar a taça do Brasileirão. “São 12, 13, até 15 times que podem chegar ao título. O Santos está dentro desse grupo. O único campeonato que se assemelha ao do Brasil é o japonês. De resto, os de elite, não tem tantas equipes prontas a conseguirem vencer”, afirmou.

Ivan Storti/Santos FC
Camisa 7, Gabriel marcou dois dos três gols santistas diante do Mixto pela Copa do Brasil na última quarta-feira

Por fim, o técnico rechaçou a possibilidade do rendimento de Gabriel diminuir quando atua ao lado de Leandro Damião. Para o comandante, o garoto precisa, apenas, se acostumar a exercer diferentes funções dentro de campo, habilidade que só virá com a experiência. O Santos deverá entrar em campo com: Aranha; Cicinho, Neto, David Braz, Mena; Alan Santos (Gabriel), Arouca, Cícero; Thiago Ribeiro, Geuvânio e Leandro Damião.

“Quando jogam os dois, o Damião, por ter mais experiência, se expõe mais, apenas isso. Os dois podem jogar juntos sim. Depende do adversário e da condição dos dois. Gabriel pode jogar com ele e com Thiago e exercer qualquer uma das quatro funções na frente. Acontece que é muito jovem e ainda não está acostumado com essa multiplicidade. Já falei para ele que tem condições. Vai se adaptar e ir aprendendo. Maturidade tem que vir à cavalo”, finalizou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade