Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Paraná tropeça em casa e perde para o Joinville

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

O Paraná Clube não conseguiu repetir o mesmo desempenho da estreia na Série B do Campeonato Brasileiro e conheceu a primeira derrota, por 3 a 2, diante do Joinville, em plena Vila Capanema, desperdiçando a chance de assumir a liderança. A equipe catarinense, por sua vez, deu um salto na classificação e ainda espera os pontos da polêmica partida que não aconteceu diante da Portuguesa.

O JEC saiu na frente, aos 10 minutos, com Edigar Junio, que aproveitou bom lançamento e a indecisão da defesa para tocar para as redes e abrir o placar. Aos 20 minutos, com um belo chute da entrada da área, Jael fez o segundo. Giancarlo, aos 31 minutos, descontou e sete minutos depois deixou tudo igual. Após o intervalo, Jael, aos cinco minutos, fez mais um.

Na próxima rodada, o Paraná Clube volta a campo na sexta-feira, quando encara o Santa Cruz, no Estádio do Arruda, no Recife. Já o Joinville terá pela frente o Icasa, no mesmo dia, na Arena Joinville.

O jogo – A partida começou bem movimentada, mas quem criou a primeira boa oportunidade foi o Tricolor da Vila, aos quatro minutos, com Breno cruzando e Paulinho, de frente para o gol, furando. O troco veio com Edgar Junio, que aos 10 minutos aproveitou falha da defesa paranista, e com o gol aberto tocou par ao fundo das redes para abrir o placar.

O gol fez o Paraná sair mais para o jogo. Aos 13 minutos, Paulinho ajeitou para Lúcio Flávio, que soltou a bomba em cima da defesa. Mas, aos 20 minutos, Jael aproveitou cruzamento e, de primeira, pegou um belo chute para estufar as redes e aumentar a vantagem catarinense, jogando um banho de água fria na reação paranista. Aos 25 minutos, Paulinho cruzou fechado e ninguém apareceu para completar o lance.

A esperança renasceu aos 31 minutos, com Giancarlo, que aproveitou cruzamento na medida de Paulinho e bateu para marcar o gol e descontar. Edigar Junio teve a oportunidade de fazer o terceiro, aos 35 minutos, mas João Ricardo saiu bem para fazer a defesa. Porém, aos 38 minutos, Giancarlo, o artilheiro paranista, subiu na área e testou para deixar tudo igual no placar.

Depois do intervalo, o Paraná voltou com Carlinhos no lugar de Juliano Mineiro, lesionado. A mudança nem teve tempo para ser testada já que, aos cinco minutos, Jael mais uma vez foi cruel e subiu para cabecear e colocar o JEC novamente na frente. Edigar Junio, aos 10minutos, chegou mais uma vez ao fundo, mas desta vez o cruzamento foi interceptado pela defesa.

Tentando remar tudo novamente após buscar o empate, mas ceder o terceiro gol, o Paraná encontrava dificuldade para criar jogadas no campo ofensivo. Aos 19 minutos, Paulinho tentou mais uma assistência e Ivan deixou a meta para ficar com a bola. Aos 26 minutos, Rodrigo Mann levantou na mediada para Paulinho testar desequilibrado. Na sobra, foi a vez de Lúcio Flávio servir Paulinho, que parou em Ivan.

O técnico Claudinei Oliveira queimou todas as mudanças tentando dar sangue novo ao Tricolor da Vila, apostando nas estreias de Bismarck e Rodrigo Celeste. Porém, em campo a desorganização era total. Aos 39 minutos, Tartá fez falta violenta e foi expulso. Aos 42 minutos, Rodrigo Celeste tentou o lançamento em profundidade e Naldo se esticou para cortar. Aos 47 minutos, Sitta tentou encobrir Ivan, que se recuperou e defendeu em dois tempos para garantir os três pontos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade