Futebol/Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

Paulinho marca no fim, Flamengo vence Emelec e depende apenas de si

Gazeta Press Guaiaquil (Equador)

Com um gol nos acréscimos, o Flamengo venceu por 2 a 1 o Emelec-EQU, nesta quarta-feira, em Guayaquil e impediu a eliminação da equipe da Libertadores. Com o resultado, os rubro-negros chegaram a sete pontos, na terceira posição do grupo 7 e dependendo de si na última rodada. Já os equatorianos se complicaram na competição e terminam a rodada na lanterna, com seis.

O Flamengo começou bem a partida e abriu o placar nos primeiros minutos com Alecsandro de pênalti. No entanto, na etapa final, o Emelec chegou ao empate com Stracqualursi, também em penalidade máxima. Só que nos acréscimos, Paulinho aproveitou contra-ataque para marcar e dar números finais em Guayaquil.

Na última rodada, o Flamengo precisa vencer o León-MEX, na quarta-feira que vem, no Maracanã, para conseguir a classificação para as oitavas de final. Já o Emelec vai definir sua situação na Libertadores na altitude de La Paz, contra o Bolívar-BOL.

O jogo - O Flamengo começou a partida surpreendendo o Emelec com uma marcação adiantada. Os equatorianos tinham dificuldade em chegar ao ataque e viram os rubro-negros abrirem o placar aos oito minutos. Após cruzamento, Nasuti colocou a mão na bola e o árbitro marcou pênalti. Alecsandro cobrou com categoria, sem chance para Dreer.

AFP
Já nos acréscimos do segundo tempo, o atacante Paulinho marcou o gol da vitória do Flamengo no Equador
Depois do gol, o Flamengo recuou, mas mesmo assim não permitia os bons avanços do Emelec. Os donos da casa só foram criar sua primeira chance aos 28 minutos, em chute de Mondaini, que obrigou Felipe a fazer boa defesa.

Nos minutos finais, o Flamengo conseguiu chegar novamente com perigo com Everton. O meia acertou boa finalização, mas Dreer fez boa defesa. O Emelec pouco chegou próximo ao gol e assim, os rubro-negros foram para o intervalo com a vantagem no placar.

Na etapa final, o Emelec assustou o Flamengo logo nos primeiros minutos, em cabeçada de Stracqualursi, que a bola passou perto do gol de Felipe. No entanto, os equatorianos seguiam errando muito e permitindo os contra-ataques dos rubro-negros, que não os aproveitavam.

Com o tempo, os donos da casa aumentaram o domínio da posse de bola, mas erravam muito na parte ofensiva e não levavam perigo ao goleiro Felipe. O Flamengo recuou e passou a abdicar do ataque. Aos 20 minutos, os rubro-negros acabou sofrendo o empate. Recife cometeu pênalti em Caicedo, que Stracqualursi cobrou com força, no meio, sem chance para o goleiro carioca.

Depois do revés, o Flamengo melhorou e equilibrou a partida. Os rubro-negros tinham espaços para os contra-ataque, mas seguiam pecando nos passes. O Emelec continuava pouco efetivo no ataque e também não incomodava os cariocas.

Nos minutos finais, o Emelec conseguiu pressionar o Flamengo. No entanto, nos acréscimos, os rubro-negros chegaram a vitória com Paulinho, aproveitando contra-ataque para dar os três pontos no Equador.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade