Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Presidente do São Paulo promete ingressos baratos “sempre”

São Paulo (SP)

Carlos Miguel Aidar disse ter ficado emocionado com uma atitude dos torcedores do São Paulo em seu primeiro jogo após reassumir a presidência do clube – o público de 31.564 pagantes da vitória por 3 a 0 sobre o Botafogo, no domingo, aplaudiu o anúncio da renda de R$ 421.065,00. Segundo ele, os ingressos de arquibancada para os jogos da equipe não superarão mais o valor de R$ 10 – ou R$ 3, no caso dos sócios-torcedores –, para que o Morumbi esteja sempre cheio.

“Comigo, ingresso será barato sempre”, avisou Aidar, em entrevista concedida ao SporTV. “Primeiro: o nosso estádio está amortizado. Não preciso aumentar o preço. Segundo: facilitando o acesso, você atrai mais gente. Terceiro: embora sejam profissionais e precisem se incentivar de qualquer jeito, mesmo com os portões fechados, é óbvio que os atletas são ajudados pela torcida. Além disso, teremos uma menor presença de grupos organizados”, acrescentou.

Ao lembrar que o Morumbi “está amortizado”, indiretamente Aidar voltou a criar polêmica com o Corinthians, que financiou a construção da arena de Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, sede do jogo de abertura da Copa do Mundo. Andrés Sanchez, responsável pelo projeto, não gostou de um ataque semelhante quando o presidente do clube rival ainda estava em campanha.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Aidar conta com preços baixos para deixar o Morumbi lotado em todo o Campeonato Brasileiro
Desta vez, Aidar garantiu, sorrindo, que não havia feito uma indireta ao Corinthians. “É uma verdade. O São Paulo não deve nada para ninguém. Seu patrimônio está amortizado. Não tenho que pagar financiamento”, comentou.

No ano passado, Sanchez já havia se irritado com a postura do São Paulo em relação ao valor dos ingressos para os jogos no Morumbi. O corintiano afirmou que Juvenal Juvêncio, o antecessor de Carlos Miguel Aidar, fazia um mal para o futebol brasileiro com a promoção realizada na época em que o time tricolor estava ameaçado de rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Organizadas
Ainda em relação ao público das partidas do São Paulo, Aidar negou que as torcidas organizadas terão privilégios ao longo de sua gestão. “A diretoria dava ingressos, e eu suspendi. Também não haverá subsídio de transportes”, garantiu o novo mandatário, que designará alguém para se relacionar com as uniformizadas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade