Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Reservas citam alegria do elenco do Verdão para crer em taça nacional

São Paulo (SP)

Embora eliminado na semifinal do Campeonato Paulista, a tranquilidade até as fases de mata-mata do Estadual virou prova da qualidade do elenco do Palmeiras, e não a única. Mesmo os reservas do grupo comandado por Gilson Kleina citam o ambiente como razão para confiar em algum título nacional no ano do centenário do clube.

“O que diferencia o nosso grupo é a alegria. Todos conversam com todos. Muitos grupos não têm essa família que formamos”, disse o atacante Rodolfo, primeira contratação para a temporada e que só atuou uma vez pelo Verdão.

A falta de oportunidades, contudo, não altera a união dos jogadores. É o que falam atletas que raramente entram em campo, mas que discursam como parte do plantel que se preparou para ser campeão de, ao menos, uma das três competições que o Verdão tem em 2014.

“Desde a pré-temporada em Itu, estávamos prontos para ser campeão paulista. É claro que com muito respeito aos adversários, mas somos favoritos para ganhar a Copa do Brasil e o Brasileiro”, afirmou o centroavante Miguel, usado neste ano quando o artilheiro Alan Kardec não foi titular.

A habilidade de Kleina em manter a motivação até de quem pouco entra em campo foi um dos trunfos para sua renovação, já que teve cerca de 50 atletas para trabalhar em julho, quando muitos voltaram de empréstimos para outras equipes.

Graças a esse ambiente, jogadores e comissão técnica acreditam que a queda de qualidade quando um titular sai do time é quase imperceptível. Apesar de a derrota para o Ituano que pôs fim ao sonho de título paulista ter ocorrido quando seis titulares tiveram problemas físicos, a força psicológica dos reservas ainda é considerada um atalho para o Palmeiras ser campeão de algum torneio em 2014.

Divulgação
Clima que motiva até quem pouco joga é trunfo do Verdão (Crédito da foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade