Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Reservas do Grêmio encerram jejum e sentem que animam titulares

Porto Alegre (RS)

Enderson Moreira resolveu dar descanso aos seus titulares, escalando apenas o goleiro Marcelo Grohe, e viu os reservas acabarem com a sequência de três derrotas. Cientes de seu papel no grupo, os escalados neste domingo acreditam na influência positiva da vitória sobre o Atlético-MG no duelo de quarta-feira, pela Libertadores.

“Quebramos essa sequência de derrotas e demos confiança para que os titulares façam um bom trabalho e consigam o resultado na quarta-feira”, comentou Rodriguinho, pensando no confronto diante do San Lorenzo, em Porto Alegre.

Os titulares até treinaram neste domingo com o objetivo de reverter a derrota por 1 a 0 na Argentina. O Tricolor precisa ganhar por dois gols de diferença para se garantir nas quartas de final da competição continental. Neste fim de semana, ao menos, a torcida mostrou que pode ser uma aliada.

“O torcedor estava desconfiado, não vencíamos há algum tempo. Voltar a vencer é importantíssimo”, comemorou Ramiro. “Foi mais uma vitória para reconquistar os torcedores e vamos para o próximo jogo pensando em reconquistar mais ainda. Lutamos até o fim e deu tudo certo, graças a Deus”, concordou Breno.

Aos reservas, o triunfo por 2 a 1 diante do atual campeão da Libertadores utilizando força máxima mostrou que, mesmo quem não está entrando em campo regularmente, tem condições de ser escalado e corresponder.

“Não é por falta de empenho que não somos titulares, mas por outro fato. Demos exemplo de que temos um bom grupo, que, quando 11 jogadores não podem jogar, o Enderson pode colocar outros 11 e o ritmo continua o mesmo. Precisávamos da vitória para pegar um ânimo melhor e fizemos nosso papel, correspondemos”, celebrou Saimon.

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Vitória sobre o Atlético-MG pôs fim à sequência de três derrotas do Grêmio e serve de ânimo para Libertadores

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade