Futebol/Liga dos Campeões - ( - Atualizado )

Retranca garante empate ao Chelsea na 1ª semifinal contra o Atlético

Madri (Espanha)

O jogo de ida da primeira semifinal da Liga dos Campeões, disputado nesta terça-feira entre Atlético de Madri e Chelsea, no estádio Vicente Calderón, terminou empatado sem gols. Esta foi a primeira vez nesta edição da competição europeia que os espanhóis não venceram jogando em casa.

Com proposta defensiva, o Chelsea passou a maior parte da partida defendendo com dez jogadores atrás do meio de campo e dificultou as ações do Atlético, que pouco ameaçou.

As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 15h45 (de Brasília), no estádio Stamford Bridge. Em caso de novo empate por 0 a 0, o finalista será definido na prorrogação. Empate com gols dá a vaga ao Atlético de Madri.

Em Londres, é certo que o Chelsea não terá os meio-campistas Frank Lampard e Mikel, que receberam o terceiro cartão amarelo nesta terça e terão de cumprir suspensão. A lista de desfalques dos ingleses pode ser aumentada pelo goleiro Cech e o zagueiro Terry, que foram substituídos por lesão. Pelo lado do Atlético, Diego Simeone não contará com seu capitão, Gabi, que também recebeu o terceiro amarelo.

AFP
Diego Costa lamenta o desperdício de uma das poucas oportunidades criadas pelo Atlético de Madri
O jogo – Fechados, os dois times tiveram dificuldades para criar oportunidades nos primeiros minutos. Aos 14, Koke cobrou escanteio pela esquerda e quase marcou o gol. Ao fazer a defesa, Cech se chocou com Raúl Garcia e precisou ser substituído pelo australiano Schwarzer.

Com maior posse de bola mas encontrando dificuldades para ameaçar o Chelsea, o Atlético de Madri quase marcou em um chute de fora da área, aos 34. Mario Suárez recebeu na intermediária e arriscou. Schwarzer deu um sutil toque na bola, que saiu passando perto de sua trave esquerda.

Aos 40 minutos, Diego Costa aproveitou sobra após cruzamento pela direita, dominou a bola no peito e rematou em cima de Cahill. O hispano-brasileiro pediu toque de mão do zagueiro inglês, mas o árbitro, corretamente (o replay mostrou que o braço esquerdo de Cahill estava junto ao corpo), deixou o lance seguir.

Diego perdeu a chance de abrir o placar aos nove minutos da segunda etapa. O goleiro Schwarzer cortou mal cruzamento na área, e a bola sobrou nos pés do meia brasileiro, que cortou para o meio e finalizou rasteiro. O chute não levou perigo ao goleiro do Chelsea, que defendeu no meio do gol.

Aos 30 minutos, Lampard colocou a mão na bola e, apesar de já ter o cartão amarelo, não foi expulso. Na cobrança da falta, Gabi obrigou Schwarzer a se esticar para espalmar a bola para escanteio.

AFP
Petr Cech se lesionou no começo do jogo; suspeita é de que o goleiro tenha sofrido luxação no ombro

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade