Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Substituído no intervalo, Damião corre o risco de ir para a reserva

Curitiba (PR)

A comissão técnica do Santos começa a dar sinais de impaciência com o centroavante Leandro Damião. No empate por 0 a 0 contra o Coritiba, neste sábado, no Couto Pereira, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, Oswaldo de Oliveira substituiu o camisa 9 por Geuvânio na volta do intervalo.

Pela primeira vez desde que chegou ao Santos, Damião não teve a titularidade bancada pelo comandante alvinegro, que, a despeito das críticas da torcida ao jogador, jamais o deixou no banco de reservas.

“Cada jogo tem uma história. No jogo de hoje (sábado), eu fiz essa leitura (substituir Damião no intervalo). A (próxima) partida é só no sábado que vem, ainda vamos ver isso (a manutenção do camisa 9 entre os titulares)”, disse Oswaldo de Oliveira na entrevista coletiva que concedeu em Curitiba.

Ricardo Saibun/Santos FC
Contratado por R$ 42 milhões, Leandro Damião marcou cinco gols pelo Santos nesta temporada
O treinador explicou que a troca de Damião por Geuvânio aumentou a movimentação do ataque santista e diminuiu a pressão imposta pelo Coritiba. “Melhorou muito, nós mantivemos o adversário longe da nossa área”.

Com dois pontos conquistados nas duas partidas disputadas, o Santos buscará a primeira vitória no Campeonato Brasileiro no próximo sábado, diante do Grêmio, na Vila Belmiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade